CECIP lança publicação sobre participação das crianças na cidade

A publicação Diálogos pela Cidade: crianças do passado conversam com adultos do futuro, produzida pelo Projeto Criança Pequena em Foco, realizado pelo CECIP, traz a sistematização de tudo o que aconteceu no 2º Seminário A Criança e sua Participação na Cidade. O evento foi realizado em 2015 na Biblioteca Parque Estadual (RJ), teve apoio do Instituto C&A e da Fundação Bernard van Leer e contou com a participação internacional da organização Infant, do Peru.

Durante dois dias, crianças e adultos discutiram juntos sobre participação infantil e seus desejos para a cidade. O primeiro dia foi dedicado a rodas de conversas e vivências de projetos que trabalham com essa premissa, enquanto no segundo, “mão na massa”: foram realizadas dez oficinas, com diferentes metodologias e promovidas por crianças e adultos de projetos parceiros, que resultaram em propostas para a cidade. Em seguida, as propostas de cada grupo foram apresentadas para o coletivo de participantes, para que elegessem a melhor. A ideia mais votada foi “mais espaços para brincar”, e originou três encontros para brincar (realizados no Aterro do Flamengo e dois no Complexo de Favelas de Manguinhos), promovidos pelo CECIP, e que pode inspirar projetos e pessoas para que promovam outros encontros pela cidade.

A publicação apresenta de forma leve as discussões realizadas no evento, as experiências dos projetos e mostra o passo-a-passo das oficinas que foram feitas durante o Seminário, para que esse material se torne uma ferramenta que possibilite e inspire ações nas quais as crianças participem com seu olhar e suas opiniões. As crianças não são o futuro: elas são o presente!

Em 2013 o Criança Pequena em Foco realizou a primeira edição do Seminário, quando o primeiro dia foi voltado aos adultos e o segundo foi dedicado às crianças. O desafio dessa segunda edição era juntar pessoas de todas as idades, em um mesmo dia e espaço e com metodologias adequadas, para que diversas gerações pudessem conversar sobre suas perspectivas sobre o lugar onde vivem.

(Fonte: CECIP – Centro de Criação de Imagem Popular – www.cecip.org.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *