Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes mobiliza organizações de todo o Brasil

Dia 18 de Maio é Dia Nacional de Combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes, e diversas organizações de norte à sul do Brasil estarão mobilizadas e atuantes, inclusive integrantes da Rede Nacional Primeira Infância. Campanha nas redes sociais, audiências públicas, caminhadas e debates estão entre algumas das ações previstas, que envolvem Conselhos Tutelares, Conselhos de Direitos, organizações da sociedade civil, universidades, poder público e do setor privado. O objetivo da campanha é chamar a atenção da sociedade para a urgente necessidade de proteção de crianças e jovens contra a violência sexual. Em 2015, o Disque 100 – canal de denúncias da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República – recebeu 19.275 denúncias de violência sexual, e destas, 14.506 foram de abuso sexual e 3.858 foram de exploração sexual.13237767_10154395313850827_5049647045680174084_n

“Esse ano, mais uma vez, em alusão ao Dia 18 de Maio, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, vem ressaltar as inúmeras violações que os grandes eventos esportivos que o país vai sediar e os empreendimentos de infraestrutura têm acarretado na vida de crianças, adolescentes, suas famílias e comunidade”, afirma o texto-base da Campanha deste ano, que está em sua 16ª edição. Para acessar o material gráfico da campanha, clique aqui. No site oficial da campanha é possível conferir uma agenda completíssima de eventos, em todo o Brasil, assim como no perfil da campanha no Facebook.

Organizações da RNPI em ação

A Visão Mundial lançou dois vídeos para apoiar nas ações diretas com meninas e meninos, com o objetivo de fortalecer as capacidades das crianças de identificarem quando estão na iminência de sofrer alguma violência, saberem como reagir e a quem buscar. O vídeo sobre “Prevenção à Violência Sexual” (clique aqui para acessar) é dividido em três capítulos, que contam a história de uma raposa desconhecida que tenta convencer crianças a estarem a sós, deixando-as com medo e constrangidas. O vídeo “Aprendendo sobre a proteção” (clique aqui para acessar) ajuda crianças a compreenderem o que são maus tratos e violência sexual, a identificar pessoas de confiança as quais possam pedir ajuda e o que fazer em situações difíceis.

A Pastoral da Criança preparou um conteúdo especial para os meios de comunicação. Foi gravado um programa de rádio sobre o tema, com entrevista com o Douglas Moreira, articulador do Centro Marista de Defesa da Infância, que foi distribuído gratuitamente para mais de 1.400 rádios parceiras pelo Brasil e pode ser baixado na internet (Clique aqui para baixar o programa de rádio). Além da entrevista em audio, há também uma reportagem com o especialista publicada no portal da organização (Clique aqui para acessar a entrevista completa).

13265887_1028761393838450_5557287046126506416_nEm Brasília, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, vai promover uma série de ações. Os eventos se iniciam na terça-feira, 17, com um grande show pela vida, no estacionamento da Funarte, a partir das 13h, realizado em parceria com o Comitê Nacional de Enfrentamento a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. A programação envolve shows de hip-hop, bateria de samba, apresentações culturais e brincadeiras com as crianças, além de pronunciamentos e outros atos alusivos à proteção.

No dia 18 de maio, o Metrô será palco da ação Trem da Proteção, uma iniciativa de mobilização para conscientizar os usuários da importância do combate à violência sexual. Das 11h até as 14h, haverá atrações culturais, artísticas e distribuição de panfletos da Estação Central (Rodoviária do Plano Piloto) até a estação Praça do Relógio, com retorno para a Central. A ação é uma parceria entre a Secriança e o Metrô-DF. As administrações e Conselhos Tutelares de cada região administrativa do DF também farão ações em seus territórios (veja programação).

A Câmara dos Deputados e a Procuradoria Geral da República recebem, nos dias 18 e 19, respectivamente, o seminário “A Promoção e Proteção dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes, no contexto das Novas Tecnologias de Comunicação e Informação e os desafios para o Enfrentamento da Violência Sexual, na perspectiva dos Direitos Humanos”.

Para fechar a semana, na sexta-feira, 20, acontece a Audiência Pública do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do DF (CDCA/DF), a partir das 14h, no auditório da Escola de Governo. O evento debaterá a Proteção e Promoção dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes no Enfrentamento à Violência Sexual.

Em São Paulo, no dia 18, a Fundação Abrinq vai realizar, às 15h, um flash mob simultaneamente na área de desembarque no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.  Por uma hora, o evento contará com performances musicais com a participação das organizações sociais parceiras, como o Centro Cultural Vila Prudente, integrante da Rede Nossas Crianças, e Afinando o Futuro com Arte. De acordo com a Fundação Abrinq, a escolha do Aeroporto para a realização do flash mob foi devido a grande circulação de pessoas pelo local, sendo assim, uma oportunidade para impactar passageiros de várias partes do Brasil e do mundo. Além da ação no aeroporto, em uma parceria com o jornal Destak, serão entregues crisântemos amarelos com folhetos informativos produzidos pela Fundação Abrinq, junto com o jornal do dia, em cruzamentos da cidade de São Paulo.  E também está mobilizando através de suas redes sociais para um compartilhaço de flores amarelas com a hastag #FaçaBonito #Disque100.

13139377_980736322040563_7910079843701503012_nNo Rio de Janeiro, a Fundação Xuxa Meneghel aproveita o dia 19 e realiza a Praça dos Direitos, um evento que visa mobilizar e despertar a atenção da comunidade de Guaratiba, na Zona Oeste, para o enfrentamento da violência sexual contra a criança e o adolescente. A programação contará com oficinas, apresentações de teatro, música e dança, batalhas do conhecimento, e vão ocupar a praça com crianças, adolescentes e jovens para falar dos seus direitos (Clique aqui para ver o evento no Facebook).

No nordeste, a Plan Brasil fará ações no Rio Grande do Norte, Maranhão e Bahia. Em Natal, do dia 16 ao dia 18/05 acontece roda de conversa e dinâmica com alunos das escolas municipais de Tibau, Fórum do 18 Maio pela proteção de crianças e adolescentes e Caminhada (clique aqui para ler mais sobre a programação em Natal).  No Maranhão, a Plan oferece programação na capital São Luís, e em municípios do interior. Em São Luís, do dia 11 até o dia 27 de maio, a Plan realiza rodas de conversas com mães, pais, profissionais de ensino e estudantes em todas as comunidades onde atua com projetos. Além disso, a Organização se junta a parceiros e entidades em passeatas por pontos estratégicos da cidade para alertar e explicar as formas de denúncia (clique aqui para ver a programação completa em São Luís). Nos municípios de Timbiras, Codó e Peritoró, do dia 16 até o dia 19 de maio, serão realizadas rodas de conversas com mães, pais, profissionais de ensino e estudantes em todas as comunidades onde atua com projetos (veja a programação completa no interior do Maranhão).

(Com informações do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes,  Plan Brasil, Fundação Abrinq, Fundação Xuxa Meneghel, Pastoral da Criança, Visão Mundial)

 

3 comentários para “Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes mobiliza organizações de todo o Brasil

  1. Olá..
    Sou Residente em Serviço Social, aqui na minha cidade Marília/SP. Estou atuando como Assistente Social em um PSF (Programa Saúde da Família), estamos nos organizando para participar do dia 18/05/17 com a Campanha Faça Bonito, mas queríamos apoio para divulgação e panfletagem devido a nossa área de abrangência estar em grande vulnerabilidade e inúmeros caso de violência sexual contra nossas crianças.
    Como podemos fazer para participar da Campanha de forma formal?

  2. Cristiane, você pode entrar em contato diretamente com a campanha através do site indicado na matéria. Abs!

  3. Oi!
    O meu nome é Fábio Rabelo, eu gostaria de mostrar uma música feita por mim, que fala sobre essa luta!
    Essa música foi feita para uma caminhada no dia 18 de maio na minha cidade, Paracatu/MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.