A CRIANÇA E O ESPAÇO: A CIDADE E O MEIO AMBIENTE

Mobilidade e Circulação - O que é? - Saiba Mais

O que é?

Como Fazer

Inspire-se

A falta de acessibilidade para as crianças nas ruas das cidades se soma à escalada nos índices de violência urbana em todo o país, que também faz vítimas entre os mais jovens, e deixa os pais cada vez mais receosos em permitir que as crianças andem e brinquem pelos bairros. Como resultado, em todas as classes sociais, o lazer tem ficado restrito aos espaços fechados, onde os estímulos ao consumo e ao uso de aparelhos eletrônicos são constantes. Segundo o IBOPE (2014), as crianças brasileiras passam, em média, 5h35m em frente à TV.

No que diz respeito à locomoção, as famílias que podem pagar têm dado preferência a carros particulares, comprometendo a livre circulação e a vivência dos pequenos ao ar livre. As crianças mais pobres costumam depender do transporte público ou da locomoção a pé. Mas, em geral, os ônibus são lotados, escassos, de baixa qualidade e não projetados para a acessibilidade infantil.

A segurança viária é outro problema: acidentes de trânsito são a causa líder de mortes por acidentes na faixa etária de zero a 14 anos no Brasil. Em 2013, 535 crianças morreram como passageiras de veículos e, em 2014, 1.770 foram hospitalizadas, segundo o Ministério da Saúde. Em 2012, a região Sudeste liderou no número de mortes no trânsito de crianças de até 9 anos de idade, sendo seguida pelo Nordeste.

Ao caminhar pelas ruas em bairros com menos infraestrutura, as crianças de classes mais baixas ficam mais vulneráveis a atropelamentos, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. Ir a pé para a escola sem a companhia de um adulto nessas regiões das cidades aumenta em até dez vezes a chance de uma criança ser atropelada.

O modelo de mobilidade predominante no Brasil, baseado em carros particulares e ônibus, também agrava a poluição do ar, impactando a saúde das crianças com doenças respiratórias e alergias.

Voltar

 

 

eixomobilidade_foto2

O projeto Caminho Escolar de Paraisópolis foi a primeira iniciativa brasileira com o objetivo de tornar as áreas escolares mais seguras em bairros vulneráveis.

 

O Projeto Olhe o Degrau promove intervenções em escadarias.

O Projeto Olhe o Degrau promove intervenções em escadarias.

 

2016 Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância - Triênio 2015/2017: CECIP - Centro de Criação de Imagem Popular