A CRIANÇA E O ESPAÇO: A CIDADE E O MEIO AMBIENTE

Inspire-se - Caminho Escolar de Paraisópolis

Caminho Escolar de Paraisópolis

O premiado projeto Caminho Escolar de Paraisópolis foi a primeira iniciativa brasileira com o objetivo de tornar as áreas escolares mais seguras em bairros vulneráveis. Realizado na segunda maior favela de São Paulo a partir de 2011, ele impactou 8.500 crianças diretamente e toda a comunidade, indiretamente. Paraisópolis somava cerca de 43 mil habitantes, de acordo com o Censo 2010.

Entre as metas específicas da iniciativa, estavam o incentivo à autonomia do estudante no seu caminho entre a casa e a escola, garantindo o direito das crianças à cidade; a promoção de uma atitude positiva e de respeito pelo espaço público como um espaço de aprendizagem; a conscientização da comunidade de Paraisópolis sobre a necessidade de gerar e manter condições que garantam a segurança e a convivência social no trajeto da comunidade escolar; o desenvolvimento de novas experiências educativas relacionadas ao uso e à manutenção dos espaços públicos, tanto dentro das salas de aula, como no entorno da escola; e a melhoria das condições de infraestrutura urbana e de trânsito nos trajetos mais utilizados pela comunidade escolar.

A iniciativa foi capitaneada pela arquiteta especialista em mobilidade Irene Quintáns e realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Habitação, no contexto das obras de urbanização que haviam sido iniciadas na comunidade em 2006.  O Caminho Escolar de Paraisópolis teve duas fases de implementação e envolveu duas áreas que concentram as nove escolas que atendem à população da favela. Num levantamento realizado, 85% dos estudantes que participaram afirmaram que iam para o colégio caminhando sozinhos ou em grupo.

Na primeira fase, foi escolhida uma escola em cada área delimitada para receber a apresentação do projeto, uma pesquisa sobre hábitos de mobilidade e percepção do caminho, e a elaboração de um catálogo de atividades para desenvolver durante o período escolar. A pesquisa incluiu 1.600 alunos e professores, mapeou as rotas escolares e indicou a falta de percepção no perigo de atravessar a rua sem cuidado, e a ausência de regras de trânsito.

Na segunda etapa, houve o esforço de envolver a comunidade. O projeto foi apresentado nas sete escolas que não participaram do primeiro momento, em reuniões com a direção e os coordenadores pedagógicos, nos conselhos gestores da comunidade e no Fórum Multientidades.

Caminhos Escolares são iniciativas populares fora do país para incentivar que as crianças se desloquem a pé para as escolas. Em Paraisópolis, dado a grande quantidade de crianças que chegam aos colégios caminhando, o desafio era tornar o trajeto mais seguro. Assim, no segundo semestre de 2012, as atividades foram focalizadas na educação em segurança viária, tema abordado nas escolas, nos espaços de saúde e pelas lideranças comunitárias.

Além disso, foi identificada uma rua com grande trânsito de crianças e condições urbanísticas deficientes e que foi indicada para receber obras do projeto de urbanização municipal. O projeto foi detalhado e desenhado de acordo com as premissas do caminho escolar: priorização do pedestre, restrição dos espaços para carros, oferta de lugares de convívio e maior acessibilidade. Duas escolas também receberam o projeto “Ônibus a pé”, que requer baixo orçamento e consiste na reunião de um grupo de 20 a 25 alunos para fazer juntos o trajeto para a escola, liderados por dois adultos voluntários. As crianças caminham protegidas pelo responsável que vai à frente do grupo e pelo que fica no fim da fila.

O Caminho Escolar de Paraisópolis tem um componente importante de participação social, uma vez que os centros escolares ficam envolvidos na proposta, na gestão e implementação dos projetos desenvolvidos com os alunos, em parceria com a equipe externa coordenadora. O projeto já foi apresentado em diversos congressos internacionais, como o Cidades Educadoras na Coréia do Sul, o de Transporte Sustentável na Cidade do México, e no Congresso Brasileiro de Direito Urbanístico em São Paulo, além de receber o Prêmio Mobilidade Minuto, do Instituto Cidade em Movimento, e ser finalista do City to City Barcelona FAD Award 2012.

inspireSe_CaminhosEscolaPaaisopolis_01 inspireSe_CaminhosEscolaParaisopolis_02 inspireSe_CaminhosEscolaParaisopolis_03 inspireSe_CaminhosEscolaParaisopolis_04

inspireSe_CaminhosEscolaParaisopolis_05 inspireSe_CaminhosEscolaParaisopolis_06

2016 Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância - Triênio 2015/2017: CECIP - Centro de Criação de Imagem Popular