Cuiabá – Oficina de promoção do Aleitamento Materno no ambiente de trabalho

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em parceria com o Ministério da Saúde, realizará entre 24 e 26 de abril, na Escola de Saúde Pública do Mato Grosso, em Cuiabá (MT), a qualificação de pediatras e outros profissionais na “Oficina da Mulher Trabalhadora Que Amamenta”. O objetivo da iniciativa é fomentar a prática do aleitamento materno no ambiente de trabalho como forma de promover a saúde das mães e seus filhos.

Segundo a coordenadora da oficina e membro do Departamento de Aleitamento Materno da SBP, dra.  Rosa Maria Alves, o projeto contribui para o estabelecimento de uma nova cultura nas empresas públicas e privadas sobre a importância da amamentação. “Até os seis meses, a recomendação é que a alimentação do bebê ocorra exclusivamente com leite materno. Muitas mulheres precisam voltar a trabalhar antes desse período, o que pode interferir na saúde dos seus filhos, pois um bebê malnutrido adoece mais. Quando a criança é saudável, há menos impacto no desempenho laboral das suas mães e, no futuro, ela tende a tornar-se um profissional mais apto também”, enfatizou a especialista.

PROGRAMAÇÃO – Na terça-feira (24), ocorrerá a cerimônia de abertura do evento, com a exibição dos vídeos “Sala de Apoio à Amamentação”, do Ministério da Saúde, e “Campanha Licença Maternidade – 6 meses é melhor!”, da SBP. Na ocasião, acontecerá também um seminário com a participação de uma empresa local com experiência na implantação de sala de apoio à amamentação em ambiente de trabalho.

Na quarta (25), uma roda de conversa abrirá as atividades da oficina. Na sequência, ocorrerão exposições sobre “Estratégia de Promoção e Proteção à Mulher Trabalhadora” e “Benefícios à Maternidade no Trabalho: Leis Trabalhistas”. Além disso, no decorrer do dia, haverá um seminário com o passo a passo de como montar uma sala de apoio e de elaboração de estratégias para visitação a uma empresa previamente selecionada.

O último dia do evento será reservado a uma visita pedagógica a uma empresa para análise prática. Também haverá discussão e preparo de relatórios sobre as lições aprendidas, incluindo aulas sobre sistema de monitoramento online da mulher trabalhadora que amamenta.

PLANO DE AÇÃO – A programação da oficina inclui ainda o estabelecimento de um plano de ação para sensibilizar as empresas da região a implementar salas de apoio à amamentação e integrar o programa “Empresa Cidadã”, que garante seis meses de licença-maternidade às trabalhadoras. A execução do plano ficará a cargo dos profissionais treinados, com monitoramento de representantes das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde.

Além da dra. Rosa Maria Alves, as atividades serão coordenadas pela consultora técnica da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Renara Araújo, e pela Coordenadora local do projeto Mulher Trabalhadora Que Amamenta, Regina da Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *