Pais criam ONG para tentar combater o Bullying

A ONG ”Educar Contra o Bullying” faz palestras para alunos, professores, pais e gestores para orientá-los a reconhecer o Bullying.

Depois que o filho passou quatro anos sofrendo agressões físicas e verbais na escola, a gestora de recursos humanos Cristiane de Almeida criou, em 2009, uma ONG para combater o problema.

A “Educar Contra o Bullying” faz palestras para alunos, professores, pais e gestores para orientá-los a reconhecer o Bullying.

O filho de Cristiane, hoje com 13 anos, estudava na Escola Municipal Rivadávia Marques Junior, na Zona Leste. Alguns colegas batiam nele e xingavam. Cristiane diz que pediu providências à escola, mas não teve sucesso.

“Eles alegaram que meu filho estudava numa escola da periferia e que, numa escola de periferia, aquilo era normal, que era coisa de criança”, diz ela, que precisou tirar o filho da Rivadávia.

Hoje ele faz tratamento psicológico contra o trauma. “Muitas vezes a criança não conta nem pros professores, nem pros pais, tem vergonha. Se conta, também acontece de não ligarem”.

Outro pai de aluno da Rivadávia, Fábio Leite, reclama que o filho é agredido fisicamente e com palavras pelos colegas. Ele afirma que foi orientado a tirar o garoto de 12 anos da escola.

A Secretaria Municipal de Educação disse que, após incidentes com a escola, um supervisor foi designado para acompanhar a Rivadávia “de forma mais próxima para garantir tratamento adequado aos alunos”.

Fonte: Adriano Wilkson – Folha.com

3 comentários para “Pais criam ONG para tentar combater o Bullying

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.