Participe da nossa Petição online

Em tempo: Estamos muito satisfeitos com as centenas de pessoas que já aderiram a petição e com as dezenas de comentários aqui no post. Ajudem a fortalecer mais ainda esta campanha! Vamos responder aos comentários e às novas organizações que se apresentarem por aqui.

A Rede Nacional Primeira Infância está lançando uma petição online para fortalecer o movimento que está se construindo contra o Projeto de Lei 6755/2010 que busca tornar obrigatório o ensino fundamental para crianças de cinco anos.

Participe também desta campanha, para aderir, basta acessar por aqui ou clicar no banner logo abaixo em “take action” Você pode alterar a carta que será enviada e escolher os endereços para os quais você quer enviar.

Obs. Como o site é original dos EUA, ele costuma excluir letras com acentos.

Petitions by Change.org|Start a Petition »

294 comentários para “Participe da nossa Petição online

  1. Nós também somos contrários a inclusão de crianças de 05 anos no ensino fundamental,temos a plena convicção de que isso será um retrocesso no desenvolvimento integral da criança nessa faixa etária. Sabemos que o atendimento adequado por profissionais qualificados onde possam desenvolver atividades educativas de forma lúdica, são mais eficientes. Diferentemente de salas de aula no sistema tradicional de ediucação, isso sem deixar de dizer que estaremos massacrando a infância. Para nós o único espaço adequado para as crianças dessa faixa etária são as instituições de educação infantil, quer sejam públicas ou privadas (beneficentes, comunitárias ou privadas).

  2. Caros colegas,
    Infelizmente este tipo de ingerência idealizada e colcoada a prova, infelizmente é fruto somente de burocratas que na tentativa de mostrar serviço, terminam prejudicando ainda mais a ação educativa nas escolas. As crianças é que terminam ainda mais prejudicadas, continuam sendo vistas como algo que se joga em qq lugar, para que a consciencia do poder publico se sinta tranquila.
    Maria Gloria da Paz
    Professora Campus VII UNEB

  3. Concordo plenamente com a carta acima da Associação das Creches Beneficientes do rio Grande do Sul-ACBERGS de4 de maio.
    Vamos salvar nossas crianças , elas tem direito a infancia!

  4. Sou espcialista em Educação Infantil, professora e militante da área, e também me posiciono contra a inclusão das crianças de 5 anos no Ensino Fundamental. Algumas discussãoes de colegas que estão a favor defendem o acesso das crianças de 5 anos em locais que não possuem a Educação Infantil, contraargumento que precisamos então lutar pela universalização do atendimento da Educação Infantil, e com qualidade atendendo aos parâmetros mínimos de infraestrutura proposto pelo MEC, e não nos curvar diante um discurso conformista. Precisamos pois lutar pelos direitos das crianças, sobretudo o espaço de brincar tão importante em seu processo de desenvolvimento, diferente de uma prática escolarizante, que contribui para um movimento de furto do lúdico na infância.

  5. Considero válida a inclusão de crianças a partir de 5 anos na escola. No entanto, preocupa-me o fato de esta criança ser colocada no Ensino Fundamental, como aconteceu quando da alteração na duração desta etapa do ensino. Sabemos de todo o cuidado das várias instâncias quanto ao repeito às crianças, aos seus tempos e ritmos, considerando o brincar como principal forma de expressão das crianças, mas Ensino Fundamental è Ensino Fundamental, ou seja, é muitíssimo diferente da Educação Infantil. E o lugar dessa criança é na Educação Infantil!

  6. Sou totalmente contrária a idéia de privarmos nossas crianças de serem crianças.

  7. Sou contra o projeto de lei 6755/2010 que busca tornar obrigatório o ensino fundamental para crianças com 5 anos. É uma violência contra a infância que já é o período mais curto da vida de um ser humano.

  8. Brincar deveria ser encarado como algo sagrado na criança. É um crime antecipar etapas. Criança de 5 anos precisa ser acolhida no jardim e exercitar sua fantasia em paz!

  9. A criança aos cinco anos ainda não concluiu a formação do sistema nervoso de forma geral. Se ela for escolarizada, isto é doutrinada fecha-se a sua fantasia, sua criatividade espontanea para o resto da vida.
    O que ela tem como fantasia nesta idade através da qual ela cria grande parte das sinapses espontaneamente que mais tarde transformada, ou melhor ela tem como capacidade de refletir, de pensar.
    Os nosos politicos deveriam ter amor, responsabilidade com a nossa geração do futuro e não simplesmente massacrá-la porque dá para poupar dinheiro, devido à programas de interesse financeiros irresponsaveis.

  10. O tipo de proposta feita por Flávio Arns revela o quanto ele entende sobre desenvolvimento cognitivo de uma criança e o tb quanto ele deve ter sido sua infeliz em sua infância…

  11. Devíamos obrigar o Sr Arns a ter uma aula com Renato Russo – sim, o falecido cantor. Começa

    “Ainda me lembro aos três anos de idade,
    meu prmeiro contato com as grades:
    meu primeiro dia na escola …”

    E conclui, depois de muitos versos notáveis:

    “Vocês ganharam essa batalha;
    quanto à guerra, VAMOS VER!”

    Quem o diz, no poema, é um assim-chamado delinqüente juvenil. Se o Sr Arns pensa que escolarização precoce pode ajudar com esse problema, em lugar de agravá-lo, por favor vá cuidar de alguma coisa de que entenda!

    Ralf Rickli – educador há 34 anos, pedagogo com especializações em Educaçao Infantil e (em curso) em Neuropedagogia e Psicanálise.

  12. Sou contrario a proposta do Projeto de Lei 6755/2010. Inacreditavel que tenha-se essa proposta em mente. Falta o que fazer…

  13. Sou totalmente contra essa “queimada” de etapas! Deixa a criança brincar! E não me venham com o argumento que é para tirar a criança da rua: há outras formas de fazer isso e certamente não é sabotando a infância!

  14. Nos dias de hoje o que mais vemos são absurdo acontecendo em nome de educação, alimenteção, saúde.
    Faltanos de fato o mínimo de observação aos fatos e poderação, bom senso.
    Precisamos cada um da nós olhar pra sua conduta pessoal e analizar: em que ambiente estamos criando seres que quando adultos chegam a conclusões como a que este infeliz Flavio Arns chegou?
    Não dá pra aceitar um ato desses.
    Sou contra!

  15. Para que a pressa de anteciparmos, o que já lhes é de direito, que é o aprender.
    Pobres desses governantes que não sabem o quanto nossas crianças aprendem brincando e o quanto podem nos ensinar com isso.
    Ser humano é proteger, e vamos fazer o possível para proteger nossas crianças dessa violência!

  16. Pobre criança. Deixem que aproveite suas etapas. Não pulem, pra lhes falcilitar a vida de alguma forma (as suas).

  17. Já acho um absurdo a alfabetização aos seis anos que foi implantada no passagem de 2007 para 2008 Aos cinco então, o que estão querendo?

  18. Não o que leva uma pessoa lá do senado a vir querer tomar decisões que só vão pior a qualidade da educação…. não é entrando mais cedo que a criança vai aprender mais… é tendo uma educação de qualidade e sensata que ela terá mais facilidade em aprender…

  19. Por favor vamos respeitar as fases do ser humano.
    Criança é pra brincar, criar, imaginar. No seu tempo ele aprende todo o resto.

  20. “criancas que brincam serao adultos que sabem trabalhar….
    para que tanta pressa?
    já sao tantos anos de escola!

  21. Como profissional da saude entendo o quanto esse lei absurda pode e podera afetar futuramente a saude desse individuo, tanto na suade mental, como no não desenvolvimento normal do seu siglo de vida.
    Obs: alunos do 1º ano do ensino medio alegam que não sabem ler, dizem que não precisam se esforçar porque passam de ano assim mesmo…

  22. Para que tanta pressa! A vida tem seu tempo, não precisamos correr.Se não soubermos aprender a brincar o que será do amanhã?Matamos a criança saudavel para termos adolecentes e adultos frustados,imaturos, sem limites, perdidos pelo mundo.Governantes cuidem de nossas crianças, não matem-as!

  23. Há anos atrás fui inscrever minha filha de 13 meses de idade no maternal de uma escolinha tradicional de Brasília. A lista de materiais incluía ‘urinol’. Eu perguntei à professora: Como assim? Vocês vão iniciar o treino de urinol tão cedo assim?” A resposta: “Eu sou muito boa nisso. Acabo de treinar minha sobrinha e em 3 dias ela estava fora das fraldas.” Perguntei: “Qual a idade da sua sobrinha?” Resposta: “3 anos e 3 meses”.
    O que mais me impressionou (negativamente) é que a tia-professora acreditava piamente que o mérito era seu e de seus métodos, ignorando completamente a questão do amadurecimento neurológico da criança, o grande responsável pelo sucesso do controle esfincteriano.
    Cada vez que se fala em antecipar a entrada no ensino fundamental como forma de melhorar a educação brasileira, lembro da ingênua professora… e fico com muita pena das crianças que ficam expostas à sua ingenuidade e seus métodos inadequados.
    Agora cabe às pessoas esclarecidas evitar que a ingenuidade se institucionalize e cause danos a toda uma geração.
    Ler e escrever tem hora: a partir dos 7 anos!
    Antes, tem coisa muito mais importante para se fazer: amadurecer, desenvolver o corpo, a imaginação, a motricidade grossa e fina, o convívio social e brincar muito!!!!!

  24. Não há necessidade de se adiantar etapas para que um ser humano tenha um bom desenvolvimento intelectual e fisico. Sou professor e a alguns atrás as escolas privadas começaram a alfabetizar as crianças com 3 e 4 anos. Quando essas crianças chegavam para cursar o ensino médio, havia uma insatisfação,má vontade,canseira de não ter tido o amadurecimento dentro dos limites de cada criança. Espero que não se produza esse tipo de acontecimento, adiantando a entrada das crianças na escola.

  25. Essa ideia é fruto de nossa época, adoecida pelo mal de Crono, devorador de seus filhos. O tempo do brincar deveria ser alargado e cultuado, ao invés de abreviado.

  26. Como pediatra e estudiosa do desenvolvimento nneurológico da criança, apoio INCONDICIONALMENTE essa campanha por respeito ao tempo biologicamente determinado para a prontidão e maturidade para a aprendizagemm formal.

  27. Deixem as cianças, imaginar,criar e por em prática a sua mente natural. Deveriam começar aprender a ler e escrever
    a partir dos 7 anos de idade.

  28. Qual a intenção de se trabalhar tão cedo o intelecto? Temos que ficar atentos a tanta generosidade. Há tempo de plantar e de colher, vamos semear em tempo bom para colher frutos sadios.
    Boa sorte a nossas crianças!!

  29. Pessoal,

    ler e escrever é possível aprender em qualquer momento da vida…infância só tem uma vez.

    NÃO AO PROJETO QUE COLOCA CRIANÇAS ENCARCERADAS PARA APRENDER A LER E ESCREVER.

  30. Não concordo com essa idéia absurda, repugnante de colocar uma criança de 5 anos para ser alfabetizada. Isso é incensível, visa lucros, passa por cima da verdadeira infancia. É um ato violento contra à inocência e sensibilidade de uma criança.

  31. Nossas crianças devem brincar, brincar,brincar… Isso também é aprender e crescer. O resto é consequência e vem cada coisa ao seu tempo. Não vamos impedi-las disso.

  32. A questão no Brasil agora é que a imbecilidade e a ignorância querem comandar, infelizmente, nem se cogita em pesquisar qual importância tem a formação da arcada dentária com o desenvolvimento intelectual da criança que vem a acontecer na faixa dos 7 e 8 anos como aprendi através da Anthroposophia. E para que detonar uma criança antes do tempo? Si hoje uma grande parte dos alunos matriculados mal sabe escrever. Além do mais, pela própria tradição tanto do Brasil quanto de outros países vem a ser compreensível que será um tremendo erro caso essa lei seja aprovada. A coisa está mais que clara, querem emburrecer a nação por atacado, em massa. Tenho dito.
    Henrique Pereira dos Santos

  33. Acho um crime contra a criança. Tudo tem o seu tempo e precisa amadurecer corretamente. Sou contra.

  34. Cada idade tem sua fase. Todos nos temos um tempo de amadurecimento. Como na natureza. Nos sabemos que quando um adolescente de 11 anos faz sexo, que nao esta pronto para isso, especialmente no emocional. Nao e saudavel para ele e havera consequencias no comportamento e na forma como ele se relacionara, ao longo de sua vida. Tirar a fralda de um bebe de 7 meses, tambem nao e natural, nem saudavel. Os pais estarao forçando o bebe, que nao estara pronto, maduro para isso. Pronto ele estara entre 1,5 e 3 anos. Obrigar uma criança de 5 anos a entrar no Ensino
    Fundamental e igualmente uma aceleraçao da evolucao da especie. Ela estara “queimando” etapas e provavelmente começara tudo mais cedo, sexo, ter filhos, casamento. Mas no fundo ela nao estara pronta. Vamos deixar de ser tao ansiosos. Vamos respeitar a natureza do ser humano, tudo tem a sua hora. Deixem as crianças serem crianças. Como uma fruta que amadurece no pe e a que e retirada do pe cedo demais. Sempre ficara meio verde, ou sem gosto. Nao atingira o seu pleno potencial.

  35. O QUE TODA CRIANÇA QUER E PRECISA PARA SE DESENVOLVER É BRINCAR,CRIAR,CORRER, EXPLORAR… VAMOS DIZER NÃO A ESSE CRIME CONTRA A INFÂNCIA !!

  36. Sou mãe formada com ensino superior em duas faculdades federais e esclarecida o suficiente para achar isso um absurdo e parece vir de alguém que não conhece mesmo esse universo infantil de forma próxima, só vê de longe…
    Em estudos em várias faculdades de vários paises, existe a constatação da fragilidade emocional de pessoas até perturbadas e desequilibradas que tiveram a estimulação do intelecto muito cedo, na verdade criaças são super inteligentes (algumas) desde cedo, porém há de se ter liberdade, eles precisam ter tempo de descobrir o mundo e não que lhes empurrem como obrigação.

  37. A infância é tempo de brincar. É brincando que a criança aprende, cresce, interage e é feliz.
    A infância é um tempo sagrado na vida humana. É a base e o alicerce de todo o desenvolvimento do ser humano.
    É nosso dever protegê-la e preservá-la!

  38. Não concordo com esse absurdo. Vejo que as crianças de hoje estão cada vez mais robotizadas, imitando os adultos em tudo. Certamente, quando chegarem a idade adulta, já com idade avançada, vão querer viver um período de suas vidas que lhes foi roubado por uma sociedade cada vez mais aviltante no que diz respeito a personalidade humana.

  39. E quando é que as crianças vão brincar? Provavelmente quando adultas e todos as chamarão de imaturas…

  40. Esta iniciativa não leva em conta a necessidade da criança,e sim serve ao materialismo e capitalismo abomináveis das Escolas Particulares e dos tempo atuais.

  41. GENTE!
    O QUE ESTÁ ACONTECENDO?
    Será que nosso Ilustre Senador está brincando (de volta à infância) e quer que nossos filhos e netos brasileiros sejam os primeiros mutantes do planeta, -que já sofre pelas mudanças climáticas?

  42. Tudo deve ser a seu tempo, forçar as crianças para ter formação acadêmica mais cedo é tirar sua infância e galgá-la precocemente ao stress que nem sabemos se ela já estaria preparada para enfrentar tantas responsabilidades.
    Acredito ho que deve ter projetos sociais mais válidos e uteis para o povo do que negar o direito deles amadurecerem ao seu tempo! Vá procurar o que fazer!

  43. Também não concordo com essa Lei.Parece que os “pensadores” não tem muita informação ou até mesmo conhecimento do que é ser criança. Recomendo inclusive ler Sônia Kramer, Rudolf Steiner, e outros teóricos que nos ajudam a entender essa questão melhor!

  44. assino a petição em desfavor do projeto de lei atentatório aos princípios da infancia. Autorizo a publicação do meu nome.

    SANDI DE OLIVEIRA

  45. Será que estes senhores e senhoras que nos representam não tem coisas uteis para fazer!!! Ficar ” mostrando serviço” a custa de nossas crianças é terrível…. a ignorância deles é cada dia mais assustadora!

  46. Eu concordo de não iniciar o ensino fundamental nas bases da PL 6755/2010, entretanto gostaria de fazer um comentário, como vocês querem questionar a educação das crianças brasileiras sem ao menos terem o trabalho de traduzirem o site para a nossa língua?
    Achei uma falta de respeito à cultura brasileira o site não estar escrito em português.

  47. Sou totalmente contra. É mais um atentado daqueles que ainda raciocinam apenas linearmente, mostrando grande ignorância até nas mais elementares conquistas da metodologia científica!
    Quando ocorre em todos os círculos culturais a atitude de instaurar o humano no homem, vem essa posição tão retrógrada de querer acelerar a rapidez, a esperteza, contra a sensibilidade e a possibilidade de ampliar a percepção!

  48. As nossas crianças necessitam viver o período da infância dentro dos processos naturais do físico, emocional e espiritual. Forçá-las a um desenvolvimento precoce seria sim uma violência às Leis Naturais.

  49. Só se vive a infância uma única vez, o senhor parlamnetar poderi ao menos se preocupara comm matérias de maior vulto social, como a miséria q

  50. Sou contra até porque o letramento só deveria se dar com a troca de dentes. Escola não substitui a família que precisa de apoio para cuidar de seus filhotes. Mais tempo dos pais com os filhos.

  51. A favor da infância e considerando que a riqueza das nossas crianças deve ser bem preservada,venho me opor a este projeto de lei. AS crianças são as nossas flores que não podem cair no chão, nós somos os jardineiros é preciso ter zelo, é preciso ter amor e respeito. Não podemos permitir este crime contra os nossos pequenos indefesos.

  52. Também sou contra, apoio o manifesto para que se respeite a infancia. Como li outro dia, ¨retire a infancia de nossas crianças e elas a perderão para sempre¨

  53. Quanto tempo de vida esperam para nossas crianças?
    Porque tanta pressa?

    A infância é única e passa rapidinho, tem que ser bem aproveitada, A infância representa menos de 1/5 da vida de uma pessoa. Temos tempo de aprender a ser alfabetizados, sermos bem instruidos, para ter uma vida também concorrida nos campos profissionais e aguardar ter velhice bem vivida colhendo os frutos plantados pela vida.

    Sem pressa!

    Não há necessidade de alfabetização aos 5 anos.
    Acho até que aos 7 já está cedo, Criança merece brincar!

  54. É uma total falta de respeito com as nossa crianças, sua natureza e o seu tempo de amadurecimento. Em que momento ela deverão brincar? Quando se tornarem adultos imaturos e inconsequente, sendo que a bese, o alicerce do ser humano deixará de existir.
    Sou totalmente contra a proposta do senador Flávio Arns

  55. E a infância como fica? As escolas tem estrutura para isso? E os professores tem preparação para educação infantil? E o trabalho com família, teremos assistentes sociais, psicólogos e psicopedagogos nas escolas?Espaço para brincar? Condições para educar?
    primeiro estruturar…..

  56. Nossos jovens talvez precisem sim de mais um ano na escola, mas não antecipando sua escolaridade e sim, acrescentando mais um ano depois da 8ªsérie quando o ser está mais próximo de saber o que quer fazer no futuro. Um ano de vivências mais fora da escola do que dentro, com bons orientadores e boas propostas (viagens, projetos, pesquisas “in loco”) ajudariam nesta fase de tantas incertezas incentivando quem sabe a busca. Encurtar a infância já tão roubada pelo modelo de precocidade que nossa sociedade tem imposto através de seus vários mecanismos de erotização, “amdurecimento” e consumismo é no mínimo irresponsável e demonstra a quê e a quem este projeto vem servir!

  57. Sou totalmente contra,tenho 3 filhos e mantenhos em uma escola diferenciada justamente para poderem viver suas infancias até o ultimo segundo possivel.É uma barbaridade essa prosposta e outra barbarie é nós pais não podermos escolher e decicir pelos nossos filhos.
    Fernanda Pires Ferreira.

  58. Se criança não puder ser criança e usufruir de sua infância bem vivida dos 0 aos 6 anos. quando então da forma como a sociedade capitalista esta organizada? Nunca mais…..
    Lutemos pelos direitos das crianças. A alfabetização é um processo e na educação infantil também trabalhamos…..

  59. Sou contra essa idéia absurda da entrada de crianças com 05 anos de idade no Ensino Fundamental.As escolas ainda estão se adaptando com as matrículas das crianças com 06 anos de idade , e já estão inventando nova moda ?
    Com tantas ações mais importantes em defesa da qualidade da educação , com tantas crianças abandonadas neste País , e os nossos representantes querendo mostrar trabalho aonde não tem competencia para tal.Realmente estão tentando acabar com a melhor fase da vida de uma criança que é ser criança .

  60. Certos assuntos são vedados às crianças por considerarmos que ainda não tem maturidade sexual ou para ter acesso a cenas de violência, por exemplo. A maturação das ligações neuronais, que ajudará a criança a definir sua lateralidade, por exemplo, é uma das tarefas que as crianças estão realizando enquanto brincam, nos primeiros sete anos. É como um estilingue: se queremos que elas alcancem uma posição mais à frente é necessário dar tempo e espaço para que esta maturação que está ocorrendo com a criança, sem que nos demos conta, aconteça da melhor forma. É se movimentando, correndo, subindo, pulando, se equilibrando, ou seja BRINCANDO, que a criança se prepara para a atividade intensa do pensar, que ocorrerá mais à frente. A alfabetização antes dos 7 anos se torna, assim, uma espécie de violência, seria como não puxar o estilingue (bodoque) suficientemente para trás antes de soltá-lo.

  61. Esta lei se aprovada subtrai da criança o direito a brincar,expressar sentimentos e pensamentos, desenvolver a imaginação, dentro de um contexto pensado para as crianças desta idade, a Educação Infantil.
    As crianças de 06 anos de idade que estão no Ensino Fundamental, já manifestam o cansaço pela rotina cansativa das atividades, mobiliários inadequados e Propostas Pedagógicas engessadas. Se ainda não equacionaram estas situações é um “crime” insistir numa proposição tão equivocada como esta. Repensem…

  62. A maturidade da criança DEVE ser respeitada.Tudo tem seu tempo :a vida nos ensina isto !”quem tem pressa come cru”…

  63. Sou contra o ensino fundamental para crianças de 5 ou menor idade. Completamente insano abreviar a infancia e impedir que estas crianças sintam a vontade, curiosidade e avidez pelo mundo intelectual, não é necessario força externa… o tempo virá para elas.

  64. Não é a obrigatoriedade antecipada do ensino que irá resolver qualquer problema social e sim, a real garantia de acesso e a qualidade dessa convivência. Pessoas que trabalham em projetos como esse, ainda não entenderam que como em tudo na vida, a chave das coisas não está em “quando”, mas sim em “como”…

  65. Sou totalmente contra essa antecipação desnecessária que o ingresso de crianças de 5 anos no ensino fundamental promove. Sou médico homeopata, e observo que as exigências dos primeiros anos de ensino, incluindo as provas, despertam nas crianças quadros de adoecimento diversos, como os quadros agudos infecciosos, respiratórios, etc. Não é raro o atendimento de criança com crises, por exemplo, de asma na semana de provas.
    O ato de brincar livremente e fantasiar é imprescindível nos primeiros sete anos de vida. Associe-se o estresse que o deixar de brincar acarreta, e teremos construído adultos frágeis emocional e organicamente.
    Não desejo isso para nossas crianças, nem para nossa sociedade.

  66. Para ser sincera, a INICIAÇÃO aos 06 anos no ensino fundamental, já é uma agressão…não da nem pra imaginar aos 05!
    Sou TOTALMENTE CONTRA A INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM 05 ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL!

  67. rio de janeiro 8/5/2010.Prezados Legisladores e proponentes dessa ideia absurda de colocar crianças de 5 anos já no ensino fundamental:Com essa lei, nossa infancia será privada do periodo ludico essencial para o amadurecimento emocional que possibilita o aprendizado do conhecimento.Será forçada a digerir conceitos que ainda não pode compreender.E no futuro teremos meros robots repetindo conceitos sem realmente compreender o que eles significam. Como papagaios ruidosos que imitam sons sem saber o que dizem…uma tortura disfarçada de boas intenções.Claudio Petraglia/Fundador da TV CULTURA de São Paulo e Produtor de 132 programas de Vila Sesamo.

  68. Criança é um ser brincante. Se respeitarmos esta sua condição, estaremos preparando adultos mais felizes.

  69. Nada que eh compulsorio eh bacana, ainda mais quando se trata da educaçao de nossas crianças. Ja eh tao dificil filtrar as influencias do mundo externo, que nao sao obrigatorias, agora como fazer com algo desse tipo, onde nao poderemos mais nem ter a educaçao de nossos filhos sob o nosso controle !!! PESSIMO !!!

  70. Eu sou contra a éssa ideia criança de 05 anos de idade no eensino Fundamental, as escolas não estão adaptação para receber as criança de 05 anos.

  71. Este projeto estimula a força de aceleração social que atropela a infância, antecipa e prolonga a adolescência com prejuízos observáveis e outros ainda inimagináveis nas vidas humanas. Por isso sou contra.
    Maria Lucia

  72. Para que tanta pressa de anteciparmos, o que já lhes é de direito, que é o aprender.
    Pobres desses governantes que não sabem que crianças aprendem brincando e o quanto podem nos ensinar com isso.
    Isto é somente para aparecer nas estatísticas mundiais parecendo primeiro mundo…Que pena.
    Nossas crianças estão sempre perdendo.

  73. 16.Sou contraria a proposta do Projeto de Lei 6755/2010. Inacreditavel que tenha-se essa proposta em mente. Falta entendimento/conhecimento de quem está bancando isse projeto…fico revoltada com isso ao invés de se pensar em uma politica de educação voltada para a pedagogia social e ampliar a atuação do espaço escola…o camarada vem com essa…VAI SE INFORMAR MEU FILHO!!!!ACHEI UM ABSURDO… duvido que ele colocaria a neta ou bisneta com 5 anos na escola…sim, pq essa pessoa deve ser muito velha de corpo e de cabeça pra pensar numa medida como essa…

  74. A infancia é tão importante para criança quanto o leite materno é para o recém nascido.

  75. Estou contra esta decisão.Não vamos antecipar as coisas, isso só traz doença.Deixem as crianças ser crianças em prol da saúde da nossa sociedade!

  76. Um das caracteræisticas dos seres humanos é nao ser copia exata uns dos outros, dito isto, mesmo para gemeos univitelineos. Desta forma podemos dizer que cada criança tem interesses diversos e necessidades diversas em todas as idades.
    Elas amam aprender, são eximeos cientistas tocando, sentindo discecando cada coisa com profundidade. Mas querer transformar este interesse em responsabilidade obedecedo regras horarios e avaliações é abominavel, mesmo por que certamente seria causar a destruiçao da busca expontanea tao necessaria para todo tipo de criação.

  77. Lei feita totalmente sem reconhecer as necessidades da criança desta idade .É querer obriga las a algo que 1 a 2 anos depois estarão avidas a apreender.Que milhões assinem esta petição!

  78. Tudo na vida tem o tempo certo. É quando esse tempo é respeitado um milagre maravilhoso acontece. A criança
    é um milagre lindo que precisa ser respeitada. A infância
    pura, espontânea deve ser preservada. Tantos desvarios já
    são cometidos violentando cruelmente esse período tão delicado do ser humano. Teriamos a coragem de cometer mais um? Criança tem que brincar, e brincar muito.

  79. Sou contra Criança no Ensino Fundamental antes dos 7 anos.
    Criança deve ser criança na fase de ser criança, vivenciar. Ou será que o governo, o sistema político do nosso país precisa de mais “adultos” infantis, débeis, incoerentes, imaturos, desequilibrados emocionais para serem facilmente manipulados alimentarem o sistema existente por muitas décadas?

  80. Cada criança é uma individualidade inviolável, que traz um destino muito pessoal na vida presente na terra, combinado com os impulsos, inicialmente ocultos, para o futuro, os quais podem surgir gradualmente como um motivo orientador ou um ideal. A educação tem, portanto, a tarefa de acompanhar os jovens seres em seu caminho, para que eles possam desenvolver livremente seu próprio potencial.

    Sabemos, que o desenvolvimento infantil obedece ao princípio da transformacao de processos corporais (crescimento, desempenho sensório-motor, etc), nos quais se baseiam as habilidades emocionais e mentais. Cada etapa tem seu tempo próprio, para que se possam amadurecer as competências permanentes, e somente nestas necessidades de desenvolvimento abrangente, é que os educadores tem que se concentrar.

    Pesquisas recentes confirmam, que, nos primeiros anos de vida, a crianca está envolvida no processo de maturacao dos sistemas nervosos e dos sentidos, os quais devem ser estimulados por atividades rítmicas, a serem imitadas e jamais ensinadas. Nessa época a aprendizagem ocorre implícitamente, ou seja, movida pela forca da imitacao, a crianca busca no seu meio-ambiente aquilo que ela necessita para sua própria organizacao física.

    Em torno dos 5 1/2 e 6 anos a crianca manifesta uma transformacao, que comeca a sinalizar a prontidão escolar, caracterizada pela troca de dentes, por um desenvolvimento maior do comportamento lúdico, social, emocional, cognitivo; das habilidades motoras grossas e finas; da memória e da imaginação. Somente por volta dos sete anos a crianca é realmente capaz de concentrar suas forças mentais e emocionais necessárias à aprendizagem explícita.

    Resultados de pesquisas científicas de diversas áreas demonstram que o desenvolvimento precoce e, muitas vezes, unilateral das forças intelectuais, responsáveis pelo estresse e pressao, impedem a evolucao saudável das criancas. Além disso não há evidências, até agora, da eficiencia de que tal medida. Muito antes pelo contrário, ela sequer tem promovido a alegria na aprendizagem.

    Estudos sobre criancas, que foram matriculadas precocemente em escolas, têm mostrado que estas manifestam, a curto prazo, dificuldades de aprendizagem (comparativamente sao as que mais repetem o ano escolar), fadiga, capacidade de atenção deficiente ou falta de motivação. A longo prazo os efeitos maléficos atingem, frequentemente, o potencial de desenvolvimento da adolescencia e da idade adulta.

    A infância não é, portanto, uma sala de espera, onde nada acontece e onde o tempo passa, mas sim um lugar mais eficaz de aprendizagem, onde as crianças no brincar, e na imitacao dos adultos adquirem as capacidades básicas de linguagem, habilidades sociais, valores éticos e morais. O lema nao deveria ser, portanto, „tudo cada vez mais cedo“, mas sim, „tudo a seu tempo“.

    Nivia Amaral
    Professora aposentada pela Faculdade de Letras da UFMG
    Atualmente Professora em Jardim-de-Infancia Waldorf em Mannheim/Alemanha

  81. isto significa que que essas crianças entrariam na faculdade com 16 anos?
    eu tenho alunos de 18 e 19 anos na faculdade, é muita imaturidade, e ali já obrigados a serem ótimos e eficientes no mercado. calma, calma.
    sem falar que a estrutura de ensino é anacronica.
    os métodos nao correspondem mais aos dias de hoje, nem de quarenta anos atrás.
    sugestao: paulo freire+google+budismo= produçao/partilha/contemplaçao do conhecimento.

  82. Acredito no valor da educação infantil. Tudo tem seu tempo.Dêem a criança o que ela merece!!!

  83. Espero que a união realmente faça a força e que esta lei caia por terra.
    Crianças de cinco anos no fundamental, nunca!

  84. Acredito no poder do amor de que tudo tem a sua hora, não podemos deixar transformar nossas crianças, anjos enviados por Deus, serem massacradas por não poderem desenvolver seu imaginário no brincar, como lhes é justo por direito de ser criança, Uma criação do homen não pode ser maior que o nosso amor pela vida e respeito pela importância que a infância tem na vida de um ser humano, onde bem respeitada temos seres que valorizam e respeitam o todo a sua volta desde o mais pequeno ser!!! Vamos lutar sim pois quem sabe faz a hora não espera acontecer!!! Brincar, imginar, viver, ser feliz!!!

  85. Sim, devemos nos manifestar e fazer o que pudermos contra essa Lei imprópria, que priva as crianças do direito de brincar e ser criança.

  86. O trabalho dos professores das escolas de educação infantil são de um imenso valor. Elas desenvolvem o gosto artístico, a socialização entre as crianças e com todo cuidado e profissionalismo ensinam o que é devido a cada idade.
    Quando essas crianças chegam bem preparadas e próxima de 7 anos em uma escola de ensino fundamental, com certeza já trazem uma bagagem maravilhosa e que não pode ser descartada apenas com um projeto de lei, sem um embasamento pedagógico e psicológico.
    Quem disse que brincar, ouvir histórias, recontá-las, ilustrá-las ou criá-las, não é um desenvolvimento do seu intelecto?
    Imagino uma criança nessa idade, chegando no ensino fundamental.
    Um absurdo.
    Sou totalmente contra a esse projeto de lei.

  87. Acho que seria necessário um estudo mais aprofundado sobre Educação Infantil para conscientizarem da importancia da permanencia desta criança neste segmento educacional.

  88. Sou psicóloga e acho isso um absurdo. Não podemos queimar etapas no desenvolvimento dos nossos filhos. É necessário que respeitemos seu tempo pra que crescam saúdavés e equilibrados.
    Repudio essa idéia!

  89. Também sou contra que as crianças de 5 anos engressem no Ensino Fundamental,sabemos que a infancia é o momento que todas sa crianças merecem ter,brincar se aprende com arte educação melhor anida.

  90. Na lei está escrito que nossas crianças têem direito á educação e não à escola somente. Mas na realidade sabemos que é bem diferente.

    Conhecemos muito bem nosso sistema, o que vai acontecer é que sendo obrigatório, estas crianças vão ter que estar obrigatóriamente dentro de uma sala de aula, no mínimo, vão querer superlotar as classes para poder atender à demanda, mas e a qualidade do ensino? Como ficará? Nossas crianças não podem perder o direito de brincar, de aprender pela experiência, de ter uma educação infantil de qualidade, que é a estrutura da sua formação!!!!!

    NÃO, ÀS CRIANÇAS DE 5 ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL!!!!!!!!!!

  91. Mais um absurdo!!!!!!!

    Sera que as pessoas que votam a favor desse desproposito pulou a infancia ou não se lembra de que é nessa fase que o ser humano passa seus momentos mais felizes,,,,

    O que sera que pretendem com isso?????

    Da até medo de descobrir a resposta…

  92. É um absurdo forçar uma criança de 5 anos ser alfabetizada.
    nesta idade a criança tem que estar numa pré escola se preparando para ter condições de no futuro iniciar o aprendizado da leitura.
    É massacrante este projeto de autoria de um membro de meu partido, o que eu lastimo.
    Não consigo ver nenhum lado positivo na proposta.
    Paulo

  93. Querem retornar ao tempo de Hitler? Criança é para ser criança. A natureza caminha aos saltos. É judiar demais dos pequeninos!!!!! Deixem que brinquem. Que sonhem. Que armem peneiras para aprisionar os tico-ticos, os paparroz e os tizius. depois soltá-los para vê-los voar a esmo e em bando e ouvir sua bela e inconfundível cantoria….

  94. Gostaria de manifestar meu repudio ao projeto Lei Nº6.755/2010 que define o ingresso de crianças de 05 anos ao ensino fundamental.
    Tal projeto não respeita o desenvolvimento biopsicossocial da criança ,colocando-a refem de classes numerosas com espaços e ambientes que não são organizados adequadamente as suas necessidades.Por outro não respeita aos professores dificultando o exercicio de seu trabalho.Sem contar que cria cada vez mais cedo chances de fracasso escolar já que as crianças deverão responder a praticas pedagogicas e expectativas de aprendizagem que não contempla ao desenvolvimento da faixa etária .

  95. Infelizmente este tipo de decisão, em vez de ajudar a Educação brasileira só prejudica. As crianças da escola de educação infantil onde trabalho, saem de lá e vão para a escola pública no Ensino Fundamental. Com a brilhante decisão do ensino fundamental de nove anos, já temos crianças que tiveram que sair da Educação Infantil (particular, com toda estrutura que uma Escola de Educação Infantil exige) para enfrentar a realidade da Escola Pública e do Ensino Fundamental, que, diferente do que os políticos dizem, não estão e não foram preparadas para trabalhar com crianças de 6 anos nem em relação ao espaço físico e mobiliários, quanto mais na parte pedagógica.

    É muito triste ver o quanto estes alunos estão sofrendo e perdendo com esta passagem, que aliás já era sofrida aos 7 anos…

    Não entendo como é que uma lei começa a vigorar sem que toda a estrutura esteja preparada para arcar com todas as necessidades que farão parte deste processo.

    É sempre bom lembrar, que para abrir uma escola de educação infantil, temos que cumprir uma série de regulamentações, pois sem elas o funcionamento não é autorizado. Como é que neste caso, crianças de educação infantil passam a frequentar o ensino fundamental sem a garantia de um ambiente adequado e pessoal preparado para lidar com suas necessidades?

    Conclusão: é bom nos prepararmos para resultados ainda piores em relação à Educação Brasileira, pois estas crianças não terão condições de responder às expectativas do Ensino Fundamental.

  96. Não é o fato das nossas crianças serem alfabetizadas precocemente, que melhorar o desempenho sócio-ecônomico-cultural do Brasil no ambiente dos países mais desenvolvidos do mundo, mas sim proporcionar um ensino de qualidade que possa efetivamente estimular o aprendizado.

  97. Já é tão curta e tão rápida a infãncia, que será um desatino fazer com que as crianças usem seu cérebro tão prematuramente. Aos cinco anos as crianças devem brincar.Já existem muitos estímulos desnecessários via televisão, por exemplo, que podem prejudicar nesta idade.

  98. Sou absolutamente contra a inclusão da criança na escola aos 5 anos! Isso é um crime! A criança precisa brincar para poder aprender no momento certo! Sou professora e não posso concordar com o absurdo dessa lei!

  99. Acho super contra producente uma criança de 05 anos frequentar o ensino fundamental. As exigências são muitas e ela perde um pouco da sua infância tentando atender as exigências que virão por estarem no ensino fundamental.

  100. Os profissionais de Educação e Saúde sabem da importância de não pular etapas do desenvolvimento infantil, sob risco de
    sérios comprometimentos físicos,mentais e emocionais futuros.
    A criança de 5 anos ainda não tem maturidade emocional e intelectual para atender ás exigências do Ensino Fundamental, portanto , deixem que ela se desenvolva normalmente !

  101. È um crime fazer com que as crianças de 5 anos de idade frequente o ensino fundamental, sou contra essa lei…

  102. O “ser brincante” (homo ludens) é uma das grandes qualidades da espécie humana. Fortalece o desenvolvimento integral do ser, alimenta a alegria e o amor.
    Entrar no stress ainda mais cedo? DE JEITO NENHUM!!!! BRINCAR É UM DIREITO e nós temos o dever de proteger esse direito.

  103. É um absurdo o que querem fazer com nossas crianças Encurtar seu tempo de infância, colocar responsabilidades quando ainda não estão maduras para enfrentar umna realidade escolar tão adversa como a do nosso País. Deixem-as viver a infancia na sua plenitude. Sou completamente contra ao mencionado Projeto de Lei.

  104. é prematuro de mais alfabetizar uma criança de 5 anos e a infancia fica comprometida é um absurdo o q esse cara ta querendo.

  105. Sou totalmente contra proposta do Projeto de Lei 6755/2010, que pretende obrigar o ingresso de crianças no ensino fundamental a partir dos 5 anos de idade. Como educador entendo que, em geral, a idade ideal de ingresso da criança na educação formal é aos 7 anos, jamais antes dos seis anos. Espero que este projeto não seja aprovado ou que pelo menos a previsão desta obrigação seja vetada.

  106. Vivemos uma ditadura encoberta por uma democracia estúpida onde se privilegia somente interesses elitistas e a criança é quem vai ser responsabilizada.

  107. Não existe justificativa plausível para esta proposta. Busquemos uma melhor educação infantil na rede pública já que o governo se preocupa em ajudar as crianças de classe baixa. Criança aprendem brincando se fortalece brincando se socializa brincando se humaniza brincando.. relacionando. A infância é a fase mais importante da vida , é o alicerce do adulto.

  108. Essa é a mais pura violência contra a criança.As crianças de hoje já devido hà tanta violência já não podem mais brincar nas ruas…..Agora então vai ser mais difìcil até de brincar na sua pròpria casa.É o fim mesmo!!!

  109. As crianças devem ter o direito de ser crianças para que possam preservar suas forças para o futuro. os meus filhos somente foram alffabetizados depois dos 7 anos de idade. e hoje são adultos muito formados e seguindo suas carreiras muito lindamente.

  110. Sou absolutamente contra!!!!Acho que isso é uma violência à criança, e seu direito de ser criança.
    O que está acontecendo nesse nosso país é uma vergonha, no que se refere à educação nem se fale.
    Um político que faz esse tipo de proposta, com certeza, é um recalcado, e tem sérios problemas.
    essa notícia deveria ser primeira pagina dos jornais.
    Deixem nossas crianças em paz, respeitando-as mais, e pagando um salário digno aos educadores da rede pública, que com cereteza não foram consultados.E as mães?
    Tambem somos esducadoras…..

  111. Farei o possível para divulgar esta campanha pelo direito de nossas crianças de serem livres para brincar e viverem estes momentos únicos e inesquecíveis de suas ( e nossas ) vidas.
    Afinal, nós crescemos prá que ???

  112. é impressionante constatar como as crianças amadurecem dos 5 para os 6 anos. Como a coordenação motora e a capacidade de formar e guardar imagens se torna disponível a partir desta idade, o que torna o trabalho de alfabetização e da matemática muito mais fácil e prazeroso para as crianças de 6 anos. Antes disso, brincar e brincar entre os amigos, admirar e imitar os adultos em seus trabalhos caseiros, que são os necessários para a criança adquirir autonomia para a sobrevivência. Educação Infantil até os 6 anos!

  113. A diretoria, pais, professores e alunos da Escola Cambará, da cidade de São Vicente- SP, não concordam com o projeto de lei, porque todos respeitam o ser único que é a criança.

  114. E as crianças que já estão estudando e fazem aniversário de 6 anos apenas em junho????
    Neste caso, tem que repetir o ano? Quando o pai muda de cidade, o aluno vai para outra escola, iniciando tudo do zero. è traumático mas é um período de adaptação deixar a sua turma antiga.
    Agora, veja uma criança de 5 para 6 anos, estuda no berçário, maternal I, II. Possui a mesma turma estes 4 anos. Agora toda a sua turma passa para o ensino fundamental e só ele repete de ano, mesmo já enendendo palavras, escreve nome, soletra e escreve números e o alfabeto inteiro??? Ele sai da sala de aula e vê todos seus amigos nos corredores, intervá-lo, atividades dia das mães, dia dos pais, etc… E só ele não pode ficar com seus amigos…. Como fica neste caso? E o psicológico da criança?
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    ASSINADO
    Todos os pais que encontram-se nesta mesma situação de angústia.

  115. Toda criança tem que ter o direito de ser respeito para sua própria evolução, para não crescer, tão duros como nós que estamos aqui hoje percebendo esta necessidade do brincar!

  116. bom dia,
    so francesa e fiz o escolho de mudar para o brazil, esperando encontrar um lugar mas aberto de pensamento,
    mas libre em respeito do rythmo de cada um, e particularmente das criancas, da natureza, dos ciclos natural da vida, eu acho esa lei contra o respeito da vida da crianca, e do ciclo de crescimento natural dele,
    por favor, nunca esqueci que as criancas tem um rythmo proprio que precisa ser respeitado!!!!
    obrigada

  117. No mundo atual, as crianças já têm contato com muita informação. Acrescentar ainda mais por meio do ensino fundamental a partir dos 5 anos é uma violência à própria natureza humana. Criança precisa brincar, precisa socializar….tudo a seu tempo.

  118. Qual a REAL necessidade, para a criança, de aprender a ler e escrever tão cedinho? Tantas coisas lindas elas efetivamente podem e querem aprender antes dos 7 anos: desenhar, fazer comidinha, cantar, dançar, conversar, limpar a casa, ajudar…
    E BRINCAR … Tantas brincadeiras que ensinam e preparam, verdadeiramente, as crianças para a vida e inclusive para ler e escrever. Desse modo, as crianças serão capazes de ler e escrever de fato, pois o que se apresenta atualmente são inúmeros fracassos deixando pais, professores e as próprias crianças muito tristes.

  119. A proposta da entrada no ensino fundamental aos 5 anos desconhece os direitos da criança, violenta seu desenvolvimento e , se fosse aprovada, provocaria graves problemas para todo o ensino fundamental
    Carmem Maria Craidy
    professora Titular de Educação Infantil-UFRGS

  120. Sou contra a alfabetização aos 5 anos de idade, toda criança tem direito a infancia,concordar com essa lei seria tirar essa infancia.

  121. Toda criança tem o direito de brincar em sua infância, sou totalmente contra esse projeto-lei que pretende cobar reponsabilidades que fogem a maturidade das crianças nesta faixa etária onde ainda não estão prontas, elas precisam de mais espaços, tempo e oportunidades para explorar e aprender sem tanta cobrança através do lúdico e não de serem cobradas cada vez antes a se tornarem mini-adultos!

  122. Isso é um absurdo mesmo,é inaceitável que se cogite a ideia de se incluir no ensino fundamental crianças de 5 anos de idade, na minha opinião até as de 6 não deveriam estar nessa etapa da educação,tambem sou Plenamente contra essa “intenção de acabar com a infância de nossas crianças”.

  123. Existe espaço apropriado para as crianças de 5 anos nas escolas públicas? Ou elas serão enquadradas nos espaços que a gente conhece?
    Os professores estão habilitados para atender às necessidades REAIS dessas crianças? Ou o ensino será simplesmente antecipado, deslocado no tempo?
    A intenção é educar ou “prendê-las” na escola, ou no jargão político, tirá-las das ruas.
    Precisamos de adultos solidários, livres, criativos e empreendedores e não autômatos desvitalizados que saibam calcular.

  124. Sou totalmente contra esse projeto de lei por trabalhar com educação infantil há 18 anos. É maravilhoso o processo de descoberta dos saberes das crianças através do lúdico, do brincar, do faz de conta…Estão querendo roubar-lhes o direito de viver a infância com dignidade.

  125. Sou contra !!! Quando foi assinado a abrigatoriedade de crianças de 6 anos no ensino fundamental,já fiquei revoltada, pensando no desrrespeito à criança.E agora com crianças de 5 anos? O que está acontecendo?Isso é uma violencia com nossas crianças,por certo que essas pessoas que votaram a favor não tem filhos, e se tem não ligam a minima para eles.Está aqui o meu apelo,pensem, repensem em uma educação com qualidade e não percam tempo estragando a infancia de nossas crianças.

  126. Gostaria de deixar registrado junto a todas as manifestaçãos contrárias a esse projeto de lei, pois fere o direito pela infância de milhões de crianças brasileiras, bem como nossas crianças ao invés de estarem frequentando um ambiente de EMEI – FICAÇÃO estão querendo que entrem num mundo fragmentado e EMEF -ICADO. Vamos lutar com todas as nossas forças para que o ser criança possa ser garantido aos nossos pequenos cidadãos.

  127. Meu filho tem 6 anos, está no fundamental de 9 anos, outro dia ele reclamou que ficou sem recreio, porque eles conversaram muito na sala… Disse-me que na escola não tem brinquedos e por fim, outro dia, ele me falou: eu queria ter repetido de ano e ficado na EMEI (Escola de Educação Infantil). Por essas e outras que sou contra a inclusão das crianças de 5 anos no ensino fundamental; tiraremos delas a chance de viver a infância e ter ricas possibilidades de aprendizados.

  128. Sou contra este projeto de lei 6755/2010.

    Como tomam atitudes inconsequentes. Basta um olhar cuidadoso no 1ª ano do Ensino Fundamental de nove anos e verão que a coisa não vai bem. E também deveriam analisar como estão saindo os alunos do Ensino Médio após os tres anos: imaturos, massacrados com tanto conteúdo. Nunca pensaram em ampliar esre ciclo, não há interesse economico e político/

  129. Sou uma mãe que luta pela infancia de meus filhos. Sou contra a crianças de 5aninhos de idade no ensino fundamental. Na verdade acho que a EMEI deve sim estimular as crianças as brincadeiras, mas também prepara-las com brincadeiras para o ensino fundamental, para que quando for a hora certa eles ja estão preparados, conhecendo cada letrinha do seu nome do seu amiguinho de seus pais enfim, familiarizados com o alfabeto e os números.

  130. Afinal o que querem?
    Seria bom se fosse obrigatorio, inclusive todos os políticos, colocarem seus filhos e netos em escolas publicas também.
    Sem dúvida as escolas melhorariam.

    Ficaremos atentas,
    im

  131. Absurdo,crime,roubo da infancia,onde esta o direito da criança brincar?não é a toa que elas tem um estatuto,criança quanto mais brinca,cria,inventa,fantasia,mais ela se desenvolve. Se colocarmos essa pequena criança,sentada,com seus pezinhos ainda longe do chão,enfileiradas,e caladas, para mim ao mesmo que colocar um beija-flor dentro de uma gaiola,podem imaginar isso,eu não por isso tudo e muito mais SOU TOTALMENTE CONTRA CRIANÇAS DE 05 ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL.

  132. Gostaria de deixar registrado minha indignação com esse projeto de lei, pois fere o direito pela infância.

  133. Acho um absurdo a lei que antecipa para 5 anos a idade escolar. Vai ser prejudicial para o seu desenvolvimento psicológico, sem atingir ainda os efeitos pedagógicos por imaturidade. Não precisa ser formado nessas ciências para saber! Estão querendo destruir a infância em sua melhor fase- a da descoberta lúdica e natural da alegria de viver. Quem inventou isso que va sufocar suas magoas longe de nossos filhos. Bicho papão !!’

  134. Não há nada que possa substituir as brincadeiras na infância,e o que é melhor elas vão influenciar sua história de vida…sou contra este PL que obriga nossas crianças a pularem uma fase de seu desenvolvimento…repleta de fantasia e SONHOS…

    GORETI PROTA

  135. Defendo o direito das crianças de estarem em um local com infraestrutura adequada à idade e que contribua para o seu crescimento e desenvolvimento e não um ambiente escolarizante e obrigatório.Não temos o direito de ceifar parte da infância das nossas crianças mas a obrigação de deixar que elas vivam intensamente a infância.

  136. Também sou contra.Defendo o direito das crianças de estarem em um local com infraestrutura adequada à idade e que contribua para o seu crescimento e desenvolvimento e não um ambiente escolarizante e obrigatório.Não temos o direito de ceifar parte da infância das nossas crianças mas a obrigação de deixar que elas vivam intensamente a infância.

  137. PRECISAMOS PROTEGER A IFÂNCIA!!
    UM VERDADEIRO ABSURDO ESTE PROJETO.
    ENSINO FUNDAMENTAL PARA CRIANÇAS DE 05 ANOS É UM CRIME CONTRA A INFÂNCIA. AS PESSOAS QUE VOTAM OU PROPÕE TAIS PROJETOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO DEVERIAM SER OBRIGADOS ELES MESMOS A PASSAREM UM PERÍODO (LONGO) DE SUAS VIDAS ESTUDANDO E SE APROFUNDANDO NA VASTA LITERATURA EXISTENTE A RESPEITO DO DESENVOLVIMENTO FÍSICO, MENTAL, PSICOLÓGICO, ANTROPOLÓGICO, NEUROLÓGICO ETC, E SOMENTE DEPOIS DESSE ESTUDO E DA CONVIVÊNCIA TAMBÉM OBRIGATÓRIA COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES TEREM A PERMISSÃO DE OPINAR E DECIDIR PELOS RUMOS DA EDUCAÇÃO NO NOSSO PAÍS. CASO CONTRÁRIO ESSAS DECISÕES DEVEM SER, NO MÍNIMO, AMPARADAS E CONDUZIDAS POR COMISSÕES DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO E ESPECIALISTAS EM DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL.
    DEIXEMOS NOSSAS CRIANÇAS CRESCEREM FELIZES E SAUDÁVEIS BRINCANDO CRIATIVA E LIVREMENTE, PODENDO SENTIR-SE AMPARADAS POR ADULTOS QUE AS AMEM E RESPEITEM, TENDO A POSSIBILIDADE DE TORNAREM-SE ADULTOS MORAL E ESPIRITUALMENTE ÍNTEGROS, AMOROSOS, ENFIM, VERDADEIROS SERES HUMANOS.

  138. Deixo registrado aqui todas as manifestações contrárias a essa proposta do Projeto de Lei 6755/2010, porque sou contra também da obrigatoriedade de crianças de 6 anos no ensino fundamental. Estão querendo roubar das crianças o direito de viver a infância, direito de brincar, aprender através do lúdico e não de serem cobradas a se tornarem mini-adultos.
    A proposta feita por Flávio Arns demonstra claramente que ele desconhece os direitos da criança, o que impede seu desenvolvimento natural e provocam graves problemas nas outras etapas da educação, inclusive o cansar da escola.
    O aprender-brincando prepara as crianças para a vida, para ler, escrever e se tornar cidadões. As crianças têm um ritmo próprio e precisa ser respeitado para sua própria evolução. Já temos tantas violências contra as crianças, que não podem mais brincar nas ruas e querem tirar até o brincar na sua própria casa. É o fim do mundo? É um sonho? Porque se for realidade, que futuro terá nossas crianças? O que o País acha dessa Lei, que deve ter sido inspirada em pessoas sem infância, sem uma história da infância, sem o direito de viver a infância e se tornaram adultos precoces.
    A infância é a fase mais linda da vida, que guarda a inocência da criança que aos poucos vai adquirido maturidade para a vida. Por que adiantar esse processo natural do ser humano? Por que encurtar a infância?
    Por que dar responsabilidade no lugar da brincadeira?
    Não é proibido o menor trabalhar? Por que então preparar-lo tão cedo?
    Estamos no tempo da escravidão? Então por que escravizar nossas crianças?
    Estamos progredindo na educação ou retroagindo?
    O quê se espera da criança que não têm infância, estuda até se tornar adulto e depois trabalha até morrer, sem talvez construir nada, pois os salários mal dão para sobreviver, essa é a realidade da maior parte da população mundial. Ao contrario de poucos que têm grandes salários e não fazem nada (estes vivem desde seu nascimento). Mas nossa realidade é outra, a criança vive enquanto é criança, quando desconhece a ingratidão das pessoas com um poder aquisitivo maior, antes de lutar na vida para conseguir um emprego, enquanto não sabem das noites mal dormidas por não ter um emprego, comida, casa e vida.
    Se eu pudesse faria uma Lei para mudar o rumo dessa história onde criança seria criança, viveria sua infância, cresceria com esperança e encontraria um futuro digno para viver a vida adulta e teria sua velhice mais justa.
    Por quê? Por quê? Por quê?
    Todos se preocupam com a extinção dos animais e das nossas crianças, quem vai se preocupar?
    “SENHOR, PERDOA TODOS QUE ESTÃO SENDO INJUSTO COM SEUS FILHOS, NOSSAS CRIANÇAS, PORQUE ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM”.

  139. Compartilho com os ideais de Rudolf Steiner para a educação das crianças. Meus filhos puderam brincar e amar a natureza plenamente e irem para o primeiro ano com 7 anos, foi maravilhoso!! Desejo que esta corrente contribua para a proteção da infância. Atropelar o desenvolvimento integral de uma criança é crime!!

  140. Erva daninha se elimina arrancando. Quem é esse Don Arns que não pode ser tirado do circuito ?
    Geralmente os complexos mentais são adquiridos na infância e quem os tem procura, inconcientemente, passa-los aos outros. Se esta figura não teve infância fica dificel convencê-lo pois não teve e não sabe o sabor de brincar até o momento certo.
    Sou contra o projeto.
    Santos

  141. Quero registrar minha indignação quanto a este atentado à educação infantil no país,ferindo um dos direitos fundamentais de nossas crianças: o direito de brincar, de desfrutar de uma aprendizagem lúdica e que atenda às suas reais necessidades, face às peculiaridades inerentes nesta etapa do seu desenvolvimento, uma vez que aloca para o EF esta responsabilidade, negligenciando mais uma vez o papel da educação infantil no processo de formação das crianças pequenas. Não ao PL 6755/2010!!!!!!

  142. Sou contra a lei pois criança de 5 aos deve ter atividades proprias da idade que vao prepará-la para a alfabetização e evitar problemas de aprendizagem

  143. Sou totalamente contra esta lei, Não, ao PL 6755/2010, e da atual do ensino fundamental apartir dos seis anos de idade. Com certeza quem faz essas leis,não entendem nada sobre importância da infância e da educação neste país! Tem apenas um unico objetivo que é monetário, índices e estatísticas altas para mais verbas em beneficio próprio e não de um educação de qualidade.Penso que, ser for aprovada, estamos mais uma vez cometendo um crime, que é matar a infância de nossas crianças!!!

  144. Este projeto é um retrocesso, vamos deixar as crianças serem crianças, faz parte do processo para o futuro aprendizado.

  145. Antes de pensar em obrigar as crianças de abandonarem sua infância e o seu direito de brincar, porque não pensar em melhorar o ensino fundamental, para que pelo menos possam interpretar um pequeno texto, que possam ler uma legenda de um filme, coisa que nossas crianças não conseguem.

  146. A criança já está ficando sem tempo para brincar atolada por cursos extras de natação, danças, lutas, inglês, etc.. mas agora roubar-lhe 1 ano é demasiado. Será como o pré-escolar? Isso já temos e muito bons. Terá mais peso? Não se deve. O país onde maior no. de suicídios de crianças é o Japão, onde a criança não tem tempo nem espaço para brincar… Enquanto brinca ela alivia seu stress e organiza ludicamente os seus pensamentos. É importantíssimo para ela ter esse tempo livre… Por que não deixar como está?
    Sou psicóloga infantil.

  147. Sou contra o projeto. Precisamos respeitar as fases da infância, preservar o tempo do imaginário, da brincadeira.

  148. A escola é considerada uma catrasção para a criança , pois ali a criança necessita de cumprir ordens e afins para poder desenvolver seu cognitivo,sendo que esse cognitivo é desenvolvido de forma natural com brincadeiras e afins , coisas propícias da infância ,e só depois a criança necessita de um mediador para encaminhá-la a construção do seu conhecimento.Não vejo o porque de forçar a criança a queimar fases em um período que ela já aprende sozinha . É um absurdo o que querem fazer !!A criança necessita aprender brincando , descobrindo o mundo da sua maneira ,de forma natural e tranquila.

  149. Sou contra a aprovação dessa lei porque além de educadora também sou mãe e sei que crianças de 5 anos não tem maturidade para ingressar no ensino fundamental, crianças tem que brincar, experimentar e ser respeitado o limite de cada faixa etária.

  150. Sou médica pediatra e gostaria de relatar um quadro de experiência anterior ao antecipar o ensino fundamental para as crianças com a idade de 6 anos. Na década de 80 a idade de 6 anos fora estipulada para entrar na escola e cursar o primeiro ano, atual ensino fundamental, muitos pais foram chamados na escola para encaminhar seus filhos para ajuda médica ou psicológica pois os seus filhos, apresentavam dificuldade de aprendizagem e assim foram rotulados de crianças com distúrbios de comportamento e déficit de aprendizagem onde apenas apresentavam imaturidade do sistema nervoso pertinente com a idade. Na época uma junta com profissionais da área médica (pediatra e psiquiatra), psicólogos, pedagogos e enfermeiros elucidaram a problemática corrente e conseguiram o retorno da idade de 7 anos evidenciando o fato da maturidade neurológica e afirmavam:” Criança tem que brincar”. Fiquei decepcionada ao ver que há cerca de 4 a 5 anos , a idade de 6 anos foi liberada e agora outro fato pior , uma lei sem fundamento médico ou psicológico liberando a idade de 5 anos, o prejuízo será catastrófico para nossas crianças que leva em média 7 anos para ter seu sistema nervoso ser formado e amadurecido,essa lei não pode vigorar.

  151. Tenho uma solicitação para o Senador Federal – Flávio Arns -PSDB /PR sobre o Projeto de Lei 6755/2010. Gostaria que antes de prosseguir, o senhor consultasse especialistas em psicologia, pediatria e neuropediatria, bem como psiquiatras que poderiam lhe explicar os riscos da alfabetização precoce (excetuando alguns gênios), com as implicações neurológicas futuras e transtornos sociais que essa aparente simples antecipação pode causar. Depois de conhecer em abrangência o que seu Projeto contempla, o que vai muito além de “roubar o tempo” de brincar, repense sobre a proposta e decida.

  152. ola amigs, sou conselheria tutelar aqui em meu municipio,e por trabalhar direto com esse publico criança e adolescente,acredito com certesa, que esse projeto de lei não podera ser aprovado, primeiro, porque criança com 5 anos ainda, não tem condinções nenhuma de de ter em seu proprio dominio, um livro, pois não tem ainda a formação no raciocinio completa para desenvolver o lado intectual precoce para eles tudo é brinquedo digo isso, pelo fato de as vezes sermos chamado em escola para chamar atenção de uma criança de 5 anos que rasgou todo o livro da escola.mais claro , falar o que para uma criança de 5 anos? que ela errou, que vai para o castigo? jamais.O ECA no artigo 60-diz É PROIBIDO QUALQUER TRABALHO A MENORES DE 14 ANOS SALVO COMO APRENDIZ.se é só com essa idade, até aos 14 é assegurado a bolsa de aprendizagem, maior de 14 são assegurados os direitos trabalhistas e previdenciario, agora.comEÇANDO COMO SEMPRE FOI COM 7 ANOS ele estara dentro da adolescencia, com 12 pelo estatauto ainda é criança e começando com 5 anos,adinatara um lado mais prejudicara o outro, pois.terminara mais cedo o ensino. mais não tera, mais cedo o seu trabalho.

  153. Boa tarde, sou conselheira tuelar aqui em meu municipio, e sei que diferença faz nos estudo, uma criança de uma idade para outra. jamais criança com 5 anos consegue se desenvolver, o ensino fundamental.primeiro a sua formção ainda é prematura, e para ele ainda tudo é brinquedo, não sabe ainda raciocinar, o que é livro de escola o que é um brinquedo.por mais inteligente que a criança seja, ainda não consegue. trazer a memoria todo o aprendizado nesta pouca idade.SE isso ocorrer, ele terminara o ensino fundamental, em uma uma idade que segundo o estatuto da criança e adolescente é considerado criança aindacom 12 anos ainda não podera, estar assegurado em nenhum aprendizado profissional pois o estatuto no artigo 60 diz que salvo como aprendiz com 14 anos.e poder ter os direitos trabalhista e previdenciarios so com 16. então porque adiantar.os estudos,e tirando a liberdade de ser criança.e assumindo ja as resposabilidades de ser estudante tão cedo, se depois não tem como colocar essa criança, em nenhum projeto social como aprendiz,se a criança ou adolescente hoje nao estudar. os pais é reponsabilizado pelo artigo 246 do codigo penal que abandono intectual é crime e depois de formados,e não conseguem emprego o crime é responsabilizado em quem? por isso senhor DEPUTADO. muito cedo para criança de 5 anos estudar tentam criar um projeto de lei, que depois do jovem formado é crime ficar sem emprego.muito obrigado,

  154. É uma violência forçar as crianças a algo que não estão preparadas fisiologica e emocionalmente.
    Pelo bem delas, sou totalmente contra o projeto de Lei.

  155. Sou contra a inserção das crianças de 5 anos no Ensino Fundamental, por mais uma vez estarmos negando o Direito às crianças de viverem suas Infâncias, ao concordarmos com essa suposta aprovação. As crianças têm Direitos de viverem a Infância de forma integral e isso a Educação Infantil com suas especificidades vem tentando garantir.

  156. Sou absolutamente contra. A proposta desse PL equivale a propor que, no Brasil o Sol passe a nascer às 3H da manhã !!!
    Se tem bom senso, se pode naturalmente reconhecer um erro, um engano, é muito oportuno que o responsável pela proposta a retire de votação, o quanto anates.

  157. Sou contra simplesmente porque o autor certamente não tem noção do que é “obrigar” pais da colônia ou dos confins do País a levar seus filhos tão precocemente para a escola . Ele certamente só está levando em conta familias das capitais que normalmente só tem um filho….qdo tem…

  158. Também não concordo com essa lei. Querem tornar as crianças adultas cada vez mais cedo e depois não sabem porque temos jovens tão inseguros e despreparados para enfrentar a vida, ficando cada vez mais tempo nas saias dos pais.

  159. Sou contra esse absurdo!Criança deve brincar nessa idade, assim mais tarde, entrar no ensino fundamental com plenas capacidades emotivas e cognitivas.

  160. É incrível que um senador com este sobrenome não consiga sair do ambiente insalubre do Congresso e ver a nocividade dessa proposta.
    Acabar com a infância para colocar uma criança no mercado de trabalho tem mostrado todos os seus malefícios no cotidiano.
    Argumentar que isso coloca a criança fora das ruas, do narcotráfico, da pedofilia, etc, demonstra falta de proposição política para ações em saúde, cultura, esporte, lazer e até em educação…
    Já causou muito, Dr Arns, retire essa proposição escabrosa do debate!

  161. Sr Senador se essa lei absurda for aprovada, entrarás para a história como o homem que causou o maior prejuízo aos nossos pequenos. Portanto, informe-se antes.

  162. É lamentável como se cometem equívocos com “aparência” de acerto e de modernismo!!!!A globalização capitalista está deixando as pessoas cada vez mais cegas e´superficiais!!! Criança precisa ter tempo para crescer, brincar,desenvolver-se e conviver com os outros.Enquanto faz isso aprende muitas coisas, desenvolve habilidades sociais, psicomotoras, cognitivas etc… e lhes atribui significado.A escola formal para muitas crianças, na atual proposta, já é enfadonha. E agora propõe-se “roubar-lhe” mais um ano????????Cada coisa a seu tempo! Proponho que os políticos estudem e informem-se antes de fazer propostas tão absurdas como essa!!!

  163. Há muito tempo estou acompanhando e vivenciando esta ação, iniciou-se com crianças que completavam 6 anos, agora antecipam para 5 anos a entrada da criança no Ensino Fundamental. Todos sabemos que nenhuma escola de E.F. está preparada pedagoGicamente para receber essas crianças. Isso é um massacre, um desrespeito ao desenvolvimento bio, psico e social da criança. Sabemos de inúmeros casos de crianças que são encaminhadas para reforçço escolar desde os primeiros dias de E.F. não seria este um dos indícios para se entender que todos nós temos nosso tempo de desenvolvimento e cada dia menos estamos deixando este tempo passar sem acelerarmos suas fases?
    SOU EXTREMAMENTE CONTRA ESTA IDÉIA – ESPERO QUE AINDA SEJA UMA IDÉIA REMOTA.
    QUE DECEPÇÃO !!!!!!!!

  164. Discordo totalmente. Criança precisa do brincar para inclusive se preparar de forma motora, cognitiva e neurológica.

  165. Sou educadora a 27 anos. O que percebo é que muito se fala, pouco se entende. Vejo cada vez mais que PAIS e professores procuram antecipar a aprendizagem das crianças se esquecendo que cada fase é importante para a formação e o desenvolvimento total delas. Os pais são os primeiros a querer antecipar a aprendizagem dos filhos! Se esquecem que a Educação Infantil é uma etapa de aprendizagem de valores necessários para o ingresso da criança no Ensino Fundamental. Valores estes, que ficam indefinidos, uma vez que confundem com proibições. Limites e disciplina não precisam ser PRPIBIÇÃO, mas sim CONSCIENTIZAÇÃO. Isso se ensina ludicamente na Educação Infantil. Ou, DEVERIA ser ensinado. Mas a pressa em alfabetizar em mostrar “rendimento” na sala de aula, acabam desvirtuando o papel da Educação Infantil, e as crianças ficam no prejuizo do que deveriam realmente aprender.

  166. Senhores Deputados e Senadores,

    Pensem em nossas crianças e votem contra a entrada aos 5 anos no ensino fundamental. Permitam a aprendizagem por meio das brincadeiras.

    Respeitem o tempo livre na infância.

    Profª Rosemeire Messa de Souza Nogueira

  167. Sou extremamente contra ista infeliz idéia. Tudo tem seu tempo certo. Com 5 anos a criança tem mais é que brincar muito. Espero que fique apenas em projeto a idéia deste parlamentar que não deve ter filhos, e não tem coisa melhor para fazer.

  168. Se já não aceitava a inclusão das crianças de 6 anos no fund I, imagine as de 5.
    Deixem as crianças em paz! Elas tem muito a descobrir sobre o mundo através da exploração.
    Sou contra esse movimento de incluir as crianças de 5 anos no fund I.

  169. DE JEITO NENHUM!!!!
    BRINCAR É UM DIREITO e nós temos o dever de proteger esse direito das nossas crianças.

  170. Sou professora de educação infantil e totalmente contra a inclusão de crianças de 5 anos no ensino fundamental, deve-se garantir escolas de educação infantil de qualidade e não jogar esta criança em um ambiente totalmente sem estrutura e com práticas educacionais ainda tradicionais, devemos sim garantir a esta criança poder viver plenamente a fase da infancia, sendo cuidada e dando-lhe espaços para conviver com os outros, de criar e adquirir cultura e de brincar muitoooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!

  171. Eu como educadora dessa faixa etária, não concordo com a aprovação dessa lei, porque fere com o Estatuto da Criança e do Adolescente, a LDB(Lei de Diretrizes e Base) e com a Constituição do aprender brincando, do direito de brincar.

    Estudando mais cedo as criaças vão cançar e enjoar da escola, não concluindo os estudos, tornarão adultos precoses, envolverão com outras faixas etárias- perderão a ingenuidade,a inocência,pureza e a própria infância em si. A adolescencia será precose facilitando a gravidez indesejada, devido a faixa etárias juntas,etc.

    Através das brincadeiras, do lúdico, aprendem a construir seu próprio conhecimento sem forçar o aprendizado.

    Aline Kárita Cardoso (professora da CEI S. Benedito)

  172. Sou radicalmente contra à obrigatoriedade da criança com 5 anos no Ensino Fundamental. O Sr Flávio Arns não conhece o processo histórico que envolveram lutas, conquistas e desafios para reconhecer a criança como sujeito de direito. Essa conquista é recente. A própria Infância é uma criação recente. Esse Sr precisa entender que a criança tem direitos, direito a educação infantil, direito de brincar, direito de ser respeitada, etc..etc..etc…A aprovação deste Projeto de Lei 6755/2010 seria um retrocesso de tudo que foi construído, seria negar todas as conquistas….O que ele precisa entender é que existe uma especificidade na formação e no desenvolvimento da criança de 5 anos, ele deve desconhecer o processo de como a criança constrói o conhecimento nessa faixa etária. A criança se desenvolve através do lúdico, das brincadeiras, no movimento, na música, ou seja na suas vivências, no concreto. Ela precisa explorar, pegar, sentir, e para isso, ela precisa de um ambiente adequado, organizado, propício…E isso só será possível na Educação Infantil, já que existe toda uma estrutura para isso, profissionais com competência e preparados, um currículo próprio que respeite todas as fases e ritmos, etc… Ingressar a criança de 5 anos no Ensino Fundamental sem que ela não esteja preparada, sem que ela desenvolva seus esquemas cognitvos, sem que ela desenvolva e construía conceitos básicos como o raciocínio lógico, a linguagem, a lateralidade, a noção tempo-espacial, a autonomia e a identidade no concreto, nas suas vivências seria negligenciar o direito que ela tem, seria não respeitá-la como criança. Sabemos que a criança necessita de uma base sólida, que proporcione uma aprendizagem lúdica, que vise o pleno desenvolvimento da criança, por isso, penso que a criança de 5 anos deve ser respeitada, e deve ter o direito de continuar na Educação Infantil….Sabemos que no Ensino Fundamental existe um ensino-aprendizagem baseado no abstrato, e que a criança de 5 anos não tem essas estruturas formadas, que seu ambiente é pesado, que favorece a imobilidade, a passividade e que a pressão por alfabetizar é muito grande, então, vamos defender um espaço que favoreça o desenvolvimento da criança, em que explore o lúdico, que desenvolva sua aprendizagem no concreto, nas vivências. Temos consciência que o espaço para o lúdico e o brincar diminui bastante no fundamental, a pressão por alfabetizar é enorme, e a sua estrutura mais lembra uma fábrica que impera a ordem, o silêncio, a imobilidade e a passividade do que um ambiente favorável para o desenvolvimento da criança que necessita de espaço para correr, brincar, se expressar..etc…Na minha visão, esse projeto é um crime contra a infância, é não reconhecer a criança como sujeito de direito…Pensar que a entrada da criança com 5 anos na escola vai diminuir ou resolver os problemas da educação, e que as crianças vão deixar de ficar na rua é esconder um problema muito sério, que é a questão das desigualdades sociais…O que precisamos é de um projeto que torne a Educação Infantil como obrigatória em nosso país, precisamos de politicas públicas sérias para a infância….

  173. …e alguém disse:
    – Depois que a criança aprende o código, aprende a ler, nunca mais ficará livre dele novamente.

    Me parece maravilhoso que seja assim, portanto qual o benefício de uma criança ter acesso ao código tão cedo?

    O caminho para melhorar a qualidade do ensino e o nível de educação não é, definitivamente, por alfabetizar crianças aos 5 anos, depois “melhorando” para 4, até chegarmos onde?

    Tenho esperança na atitude madura dos nossos representantes em continuar na busca da melhoria da educação do nosso povo, pois a educação é o escudo da liberdade, o maior bem da humanidade.

  174. Criança precisa ser criança. Para que a pressa? Cada coisa a seu tempo. “Nada floresce nem frutifica antes do tempo”. Criança precisa brincar, ser livre para olhar, nutrir-se de mundo, fazer suas hipóteses. Criança precisa de liberdade, precisa de família, de carinho…
    Com essa pressa corremos o risco de criarmos uma sociedade sem sabor e sem saber de vida.
    Torço para que essa postura de poda da infância seja repensada.

  175. Sou absolutamente contra a qualquer imposição do Estado para diminuir a infãncia das nossas crianças, com programas educacionaais quase sempre deficientes.

  176. Não sou a favor da antecipação de etapas. Aos 5 anos a criança é ludicidade de corpo e alma. O Ensino Fundamental pressupõe outros parâmetros que não atenderiam as necessidades infantis dessa faixa de idade. Me coloco radicalmente contra!
    Sou Pedagoga, atuante em processos educativos infantis há 18 anos, Gestora Pedagógica de uma Fundação na zona sul de SP e Diretora de CEI nesta mesma organização social. Adoraria ir para o debate com o Sr. Arns.

  177. Assim como todos vocês sou contrário a criança cada vez mais precoce na escola no FUND I, ou seja isso é um crime contra a criança, ela tem direito e nós temos o dever de propiciar que ela brinque no tempo dela, que ela tenha menos responsabilidades na idade de 0 a 6 anos, pois o que está acontecendo cada vez mais é uma criança-adulta cada vez mais com responsabilidade e atividades, crianças que nem tem 6 anos fazem mais atividades que um adulto, acabam tempo problemas psicológicos, stress, transtornos mil, crianças que não sabem cuidaddr de si mesma, não tem autonomia nessa faixa etária, creio que o cuidar e o brincar por brincar buscando essa autonomia deve ser o foco e não adiantar sua fase de alfabetização, queremos que sejam adultos precoces, todos nós tivemos o direito de ser criança, não podemos cerciar isso, só mum deputado como esse que não está na linha de frente e não entende de educação quer, acho que antes de mais nada deveriam consultar euducadores que tem repaldo e conhecimento para isso, fóruns, seminários, referendos deveriam ser feitos antes de encminhar um projeto desse.
    Em minha opinião apenas um jeito de tapar o sol com a peneira, ou seja sabemos que não tem escolas suficientes para crianças de 0 a 6 anos de idade no infantil, apenas um jeito de jogar essas crianças no fundamental, e tirar a responsabildiade dos politicos de cosntrução de escoals, e de uma infra estrutura digna. Assumam suas responsabildiades e vamos parar de desviar dinheito público, vamos abaixar seus salários que são astronomicos e vamos pensar realmente na educação e na crianças, e vamos parar de lançar projetos que por trás tenham uma intenção política e não com a preocupação na qualidade do ensino da criança, ninguém é mais bobo e acredita em papai noel.

  178. Pensar a infância implica pensar espaços para as crianças viverem as brincadeiras, as interações , as linguagens em movimentos muito diferentes dos propostos pelo ensino fundamental. O desafio a ser pensado seria em ampliar o tempo das crianças na educação infantil e não antecipar o ingresso no ensino fundamental.
    Precisamos pensar, refletir, elaborar o que é ser criança e viver a infãncia neste país, pensando nas crianças como sujeitos de direito…

  179. Cada vez mais as crianças precisam de ajuda, pois desde cedo são massacradas com tantas obrigações e atividades, não deixando muito tempo para elas brincarem. É no brincar que ela vai crescer de forma mais harmônica…, onde ela experimenta nas brincadeiras vários papeis….. Ser alfabetizado tão cedo, reduz esse tempo livre e inicia-se uma fase dde cobranças exageradas, sufocando-as. Devido a tanta pressão, teremos adolescentes e jovens, com muitos anos de estudo e pouca estrutura emocional….
    Deixem as crianças brincarem…..

  180. Caro Exmo. Senador Flavio Arns, gostaria de expor minha opinião a respeito deste projeto, com o devido respeito que sinto pelo senhor, mas acredito que V.Excelência poderia ter pensado um pouco mais para ter elaborado esse projeto, e antes, ouvido profissionais e população, mesmo porque, foi eleito por essa mesma população. Desculpe se o fez, mas se foi feito, não foi feito corretamente. O seu projeto, se tivesse tido o auxilio de profissionais, sem vinculos politicos, poderia ter sido um pouco diferente. Vou dar-lhe minha humilde opinião, já me desculpando por algum erro cometido de minha parte, já que não sou expert em educação e, tão pouco, politica. O Sr. poderia fazer um projeto que tornasse obrigatório em cada escola publica do Brasil, um número de vagas suficientes para atender toda a população de crianças na faixa etária da EDUCAÇÃO INFANTIL, já que ao meu ver, apesar de existirem creches, a maioria das mães que não tem condições de pagar uma escola particular a seus filhos nesta faixa etária, ou não podem sair p/trabalhar, ou os deixam sozinhos, ou pior, com outras pessoas não qualificadas, ao passo que, se elas pudessem ter seus filhos na escola, poderiam trabalhar mais sossegadas, sabendo que seu bem mais precioso, estariam se divertindo e aprendendo, porque a EDUCAÇÃO INFANTIL, ela visa o aprendizado, exatamente como no ensino fundamental, mas só que voltado para o ensino mais lúdíco, assim a criança não perde sua excência sonhadora e criativa. Que maravilhoso seria, poder ter TODAS as nossas crianças nas escolas, aprendendo sim, mas de forma que elas possam entender e se divertir,com um curriculum escolar voltado ao ENSINO INFANTIL,onde pudessem ter qualidade em seu desenvolvimento e crescimento, porque estariam sendo acompanhadas por profissionais qualificados na área da EDUCAÇÃO INFANTIL, psicólogos, nutricionistas…enfim,que envolva todas as condições para que essas crianças possam crescer saudáveis, fisica e psicologicamente. E se V,Exma pensar bem, com esse projeto, estaria gerando mais empregos, já que os profissionais acima citados, teriam mais locais para trabalharem, seriam obrigados a fazerem especializações, teriamos mais pessoas interessadas em tornarem-se profissionais desta área, entre outras coisas. Um projeto só, beneficiando, não só a qualidade de vida de nossas crianças, mas também melhorando a qualidade de vida dos cidadãos de hoje e de amanhã. Como já disse, não sou politica e nem tenho muito conhecimento na área de educação, mas tenho uma filha de 30 meses, a qual é extremamente inteligente, criativa e, PRINCIALLMENTE FELIZ,além de ter uma familia que a acompanha e a ama, mas também porque frequenta a escola de EDUCAÇÃO INFANTIL desde pequena, e lá, além de brincar muito, aprendeu e continua aprendendo, de forma lúdica e divertida. Sr. Arns, mostre a todos que é um grande politico, e mude seu projeto, em prol da nossos cidadões, já que é para nós que o Sr.trabalha.
    Obrigada pela consideração,
    Regina Gallego

  181. Sou totalmente contra a inclusão de crianças de 5 anos no Ensino Fundamental pois é totalmete contrario o estatuto da criança.
    A criança até 6 anos tem que ter tempo de brincar, de vivenciar experiências, de criar e isto sá acontece na infância.
    Uma lei nacional deve ser respeitada na sua integra.

  182. é um absurdo o que as pessoas vêm tentando fazer com a infância!!!! Onde estarão nossos filhos em 20 anos???? Onde estará o lúdico? O brincar? O aprender brincando? A descoberta por si só… tudo está sendo trocado precocemente pelas lições de casa, horário limitados de recreio, regras e limitações que acabarão apenas na vida adulta! Vamos deixar a criança ser criança pelo tempo merecido! Estou certa de que muitos dos que tiveram uma infância longa e feliz gostariam que seus filhos tivessem o mesmo!

  183. as celulas cerebrais de uma criança de 5 anos não estão prontas para a alfabetização, com raras exceções. É uma violência que pode resultar em graves consequências para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança.

  184. Com 5 anos a criança ainda necessita de cuidados especiais, de uma base sólida para ter segurança para ingressar no ensino fundamental. Também irão tirar um momento único e especial da infância onde a única preocupação da criança é brincar e é somente nisso que ela deve pensar.

  185. Atualmente existe uma total ignorância por parte de pais e profissionais. As pessoas se deixam levar pela comunicação em massa e não param para pensar….É muito triste…
    Nossas crianças é que estão sendo prejudicadas por esta ignorância, temos que fazer algo para impedir este absurdo!!!

  186. Gostaria de saber se o Sr Arns antes de elaborar esse projeto procurou ouvir especialistas na área da educação e a sociedade civil como um todo? Parece-me que não, né? A educação é pauta de interesse de toda população, de toda sociedade, e é direito de todos os representantes da população se posicionarem a respeito da questão. A questão é séria, e deve ser discutidas através de foruns, assembleias, audiências..etc..Afinal de contas, a que interesses esse Sr defende? Isso me parece representrar interesses politicos…

    Prof° Danilo

  187. Para refletir:
    “o importante não é o que fizeram de nós, mas o que nós faremos com o que fizeram de nós.”
    Jean paul Sartre

    “Tire suas mãos de mim.Eu não pertenço a ninguém. Não é me dominando assim, que você vai me entender.”
    Legião Urbana
    VAMOS LUTAR PARA QUE ESSA LEI NÃO VENHA A SER VOTADA. DEVEMOS RESPEITO A INFÂNCIA.

  188. Deixo registrada minha indignação a esta lei que em nenhum momento foi pensada e estruturada em bases que priorizem os interesses da criança. A infância é um momento importante demais para ser tratado com tamanho desprezo, apoiado em simples interesses políticos. Pedimos que os responsáveis pela elaboração das leis sejam mais conscientes e deixem nossas crianças serem simplesmente crianças.

  189. absurdo, o assunto é séio e deve ser discutido no mínimo com a sociedade e com profissionais da área!
    com a educação e intervenções na infância não se brinca!

    Mário Féres

  190. O espaço da educação infantil, foi conquistado em meio de muitas lutas politicas e sociais. Após tantas conquistas, nossas politicas atuais segregacionistas, parecem apoiar o retrocesso de toda essa luta, que na verdade ainda caminha para se consolidar dentro de uma pratica humanizadora, que leve as crianças a apropriação de nossos bens culturais historicamente construidos e que com essas experiencias os eleve a transformação de sua realidade e da realidade coletiva. Brincar, experienciar o novo, conhecer , explorar, ouvir histórias, ir para o parque, usar massinha, ir pro museu, ir pra praça,subir em arvore…entre muitas outras coisas.. tudo isso e muito mais faz parte desse processo humanizador….O PL vem pra reduzir tudo isso e colaborar com a antecipação das atividades do fundamental e consequentemente..contribuir na redução das atividades potencialziadoras do desenvolvimento.
    – Professora e Pesquisadora CAPES

  191. Mais uma vez um projeto de lei sem embasamento teórico e consulta a profissionais da área. Educação tratada sem a devida seriedade por pessoas que nada entendem de infância, educação e nem da importância que têm como nossos representantes.

  192. Trabalhei na sala de aula estadual até há duas semanas atrás. E o chamado primeiro ano já recebe crianças de 5 que vão fazer 6 no primeiro semestre. No entanto, percebi que a criança de 5 anos precisava muito brincar, enquanto outros de 6 pra 7 anos estavam mais interessados nas letras. Então acontecia de ele querer correr pela sala, apenas correr pra pegar o outro amiguinho. rs
    A criança de 5 anos precisa brincar, brincar e brincar. Não é hora de ir pro ensino fundamental. Até porque lá na escola estadual não tem parque, não tem brinquedotecca, não tem espaço para atender essa criança, etc…

  193. Realmente é um absurdo… Até no direito da criança de ser criança e de simplesmente brincar este sr. Arns quer mexer. Ou melhor, ele está violentando a educação. Ele manda e desmanda? Em primeiro lugar estão os interesses políticos, em segundo lugar a quantidade e a qualidade está em que colocação? Onde estão os profissionais da área da educação?…

  194. Realmente é um absourdo…Esse sr. Arns manda e desmanda? Ele está violentando a educação. Agora a criança não tem mais o “seu direito de brincar”e de “ser criança”. Porque em primeiro lugar estão os interesses políticos e em segundo a quantidade. E a qualidade está em que colocação?… Devemos rever nossos conceitos! Estamos em ano de novas eleições…

  195. Como pode alguém que não entende de determinado assunto ir contra toda uma categoria que se organizou e elaborou propostas de Educação, contemplando as necessidades de todas as camadas sociais e ainda, com base em teorias daqueles que dedicaram a vida aos estudos da infância?

    Esta é mais uma medida eleitoreira só para aparecer diante da mídia em período de eleição. Um desrespeito com toda a sociedade brasileira. Realmente não dá para concordar.

    Ilma Oliveira de Carvalho.

  196. Bem, quero registrar o meu estarrecimento com tamanho aberração proposta por um cidadão que nem se quer sabe respeitar a criança. Ele deveria no mínimo consultar as Instituições de Educação Infantil, o movimento dos educadores. Temos muitas pessoas qualificadas que podem dizer o melhor tratamento para a criança. A nossa realidade atual é ter crianças abandonando escola muito cedo. Será que ele pensa que vai ajudar a quem? Esse é o direito da criança, brincar muito para aprender no tempo certo.
    Senhores deputados aprendam a respeitar os profissionais da educação e procurem apresentar propostas de melhoria de salário, qualificação de professor e não ficar inventando coisas que vão prejudicar o desenvolvimento das crianças.
    Que pena que temos esse perfil de pessoas decidindo por nós. É lamentável….

  197. quando se começa a criar um movimento desses, a pergunta que me ocorre é– QUEM VAI GANHAR COM ISSO?
    outra é – O QUE ESTARÁ POR TRÁS DE TAL IDÉIA?.
    As crianças só querem e só precisam ser crianças.

  198. Sou professor da Educação Infantil, acho essa resolução absurda, levar as crianças ao Ensino Fundamental desde os 5 anos lhes retirará a possibilidade de brincar e viver sua infancia com tranquilidade. Deve se ensinar sim, na Educação Infantil, mas que o mesmo se faça por métodos que estejam em conformidade com o lúdico, tanto necessário a essa idade. Abraços…..

  199. Olha se voces não sabe e´crime ,no Brasil precisa de arregaçar as mangas por uma vida melhor em todos os sentido,A educação dever obrigatório que devemos tomar providencia.

  200. É um absurdo, se as crinaças de seis anos já sofreram com a aceleração para o ensino fundamental o que dirá as de cinco que ainda demonstram outras necessidades básicas de saúde e cuidados, como a hora de dormir, do brincar etc
    Criança precisa de cuidados básicos para o bem desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades, precisa de afeto e da garantia do “Direito de Brincar” como algo muito sério e importante e que a todo momento está sendo violado. Senhores parlamentares fiquem atentos! Aproveitem e façam algo para que osa recursos cheguem a Educação Infantil, aos “Pontos e Pontinhos de Cultura” numa grande parceria com o Ministério da Cultura. Pois Educação não anda sem a Cultura! É extremamente importante esse diálogo e aproximação interministerial para a garantia da melhoria da Educação e da Cultura no Brasil… dessa maneira termso a possibilidade de ver a “Escola indo ao Ponto e Ponto para a Escola!”. Quem ainda não conhece o trabalho desenvolvido pelos “Pontinhos de Cultura” no Brasil deviam conhecer, pois essa iniciativa partiu da sociedade civil organizada num grande diálogo com o Ministério da Cultura, Secretaria da Cidadania Cultural ainda na gestão de Célio Turino e vem demonstrando muita habilidade nas atividades desenvolvidas para o seguimento da Criança e do Adolescente. Vale a pena conferir!

  201. Tomara Deus que Minas não AVANCE e nem saia na frente dessa vez!!!!!! O que pretendem fazer com nossas crianças? Estamos precisando é reiterar a ludicidade na educação de nossas precoces crianças.

  202. Sou terminantemente contra a essa aberração de obrigar crianças de 5 anos a estar em sala de aula enquanto deveriam estar brincando e se fazendo melhores.

  203. Sou contra o projeto do Sr Arns, pois não contribui para que as crianças tenham uma infancia mais feliz.

  204. O senador eleito representa as necessidades da comunidade brasileira. Urge reformular e direcionar sua idéia inicial para uma ação que seja realmente proveitosa à educação preventiva, à formação e/ou acompanhamento de estudantes em situações de risco (por exemplo, adolescentes não têm para onde ir após cumprirem os períodos de reclusão nas “Fundações Casa”, muitas vezes, por abandono social,familiar,preconceito,discriminação, por orfandade, dentre outros motivos recuperáveis e que devido a uma enorme falha das políticas públicas, são jogados nas ruas sem encaminhamento, sem infra-estrutura, sem apoio, à mercê da própria sorte ou azar. Isto sim, seria digno de um projeto a se pensar por senadores da República do Brasil, não acham?! Ouvindo sugestões de educadores com real experiência de sala de aula e que não sejam unicamente sofistas teóricos,politiqueiros,poderíamos sugerir soluções rápidas e eficazes de alfabetização por meio de métodos comprovadamente rápidos, econômicos e eficazes, diminuir a a violência no contexto escolar e melhorar as relações humanas na comunidade intra e extra-escolar. Algumas experiências têm nos mostrado que acelerando a escolarização infantil precocemente, quando a criança se aproxima da 6ª série do Ensino Fundamental ou do 3ºano do Ensino Médio, costuma apresentar saturação dos estudos e da sala de aula e o seu rendimento escolar apresenta vertiginosa queda.

  205. Este projeto só pode ser pensado e aprovado por quem não entende de desenvolvimento infantil e processo de escolarização. Dessa forma, fere o direito de desenvolvimento pleno da criança.

  206. É necessário que se conheça o desenvolvimento da criança, ela tem um desenvolvimento plástico,e há algo na natureza que não seja assim. A verdade desta medida métrica, é que ela não tem fundamentação de uma pedagogia humana, não respeita diferenças, particularidades, não respeita individualidade. Este século será o século da educação, o que fará vir uma humanidade mais madura e menos autoritária. Esta sociedade que será melhor, é a que olhará para a criança desde sua concepção, os cuidados para tal, a sua gestação, o seu parto, que se procure dar recursos ao casal para que o parto seja o menos intervencionista possível, e que o aleitamento se dê até a criança andar, e que os três primeiros anos de vida a criança possa ficar com a mãe a maior parte do tempo possível, e que seja a mãe e o pai ao observarem o desenvolvimento e demandas do filho, de fato, é que podem decidir quando tais crianças devam ir para escola. Defendi tese de doutorado no assunto encontrável no site:www.cienciadoiniciodavida. Mais que uma opinião de alguém que aconselha pais há mais de 30 anos, é uma voz comm milhares de outras, que se vê na tese.

  207. Fico estarrecida com a leviandade com que pessoas sem compromisso com a educação (e, pelo jeito sem conhecimento também)se metem a legislar a respeito cometendo absurdos.O ensino fundamental de 9 anos trouxe um ano a mais de escolaridade elementar.Isto deveria ser comemorado e aproveitado ao máximo. Agora estamos vendo há alguns anos toda uma movimentação no sentido de subtrair de nossas crianças o que deveria ser um benefício. Ao invés das escolas incorporarem esse ano, reformulando seus currículos do primeiro grau, redistribuindo, aprofundando conteúdos,propondo novas experiências educativas,etc., lançam uma campanha para antecipar as matrículas amputando o período de educação infantil. Para que? Será que a idéia é simplesmente chamar de “primeiro ano” o que era anteriormente o último ano de educação infantil e assim sucessivamente trocar apenas “as plaquinhas” das salas de aula? ( {Pelos novos livros didáticos que tenho visto que ostentam em seus subtítulos:” segunda série ou terceiro ano” parece que é isso mesmo.)Não posso acreditar que educadores sérios e escolas dignas do nome encampem e promovam tal barbaridade. Que pais desavisados sejam facilmente enganados achando que seus filhos matriculados no primeiro grau antes dos seis anos completos estão “ganhando” um ano ainda vai, embora seja muita falta de espírito crítico; ( Na verdade as pobres crianças estão perdendo um ano de escolaridade, no mínimo.)Mas deputados não teem o direito de serem “desavisados” nem mal informados ao proporem leis que vão trazer consequências perniciosas à formação das nossas crianças. Como educadora, tenho vergonha de ver “educadores” (ou “empresários do ensino” e representantes do meu estado à frente desse famigerado movimento pela antecipação da matrícula no primeiro grau, cujas escusas motivações ainda não consegui atinar.

  208. Não ao projeto de lei para que não se torne lei!!!

    Quem propõe um absurdo deste tipo certamente não é educador.

  209. É preciso respeitar a infância e suas fases de desenvolvimento. Diga não ao ingresso da criança com 05 anos no ensino fundamental. A pergunta que fica é quem estará ganhando com isto???? Com certeza não é a criança…

  210. Vamos preservar o direito de nossas crianças serem crianças. Não vamos criar adultos inseguros.

  211. “A principal atividade das crianças são as brincadeiras, as quais são responsáveis por estimular o desenvolvimento do intelecto infantil, a coordenação motora e diversos outros aspectos importantes ao desenvolvimento pleno da criança.”

    “A infância é como a água que desce da bica, e nunca mais sobe.” (Camilo Castelo Branco)

    Precisamos dizer não a esse absurdo.

  212. Também acho que as crianças devem aproveitar a infância, pois e nela que adquire instrumentos cognitivos para ultrapassarem todas as outra fases da vida

  213. Não concordo com esta lei, pois as crianças estão muito imaturas para frequentar os anos iniciais de alfabetização. Acorda Brasil, crianças devem estar nas creches até no minimo 6 anos… e não sentadas em banco de escolas juntos com adolescentes…

  214. Eu tambem não concordo con a lei na verdade estou apoiando todos os manifestos que venham roubar das nossas crianças o direito de Infancia, sendo que na 1º infancia que a criança forma o seu alicesse de confiança respeito e amor, com muita alegria que vejo que em todo lugar a profissionais que respeitam a infancia.

  215. Criança tem direito de ser criança.Brincar é algo sagrado, onde todas as capacidades humanas estão se desenvolvendo!O ensino cognitivo antes dos sete anos aborta enormes potencialidades futuras.Sou a favor do ser humano…inteiro!

  216. Não concordo!!!Se a criança não tiver alguém que a acompanhe sempre,de perto,além de “perder” a primeira infância,terá também dificuldade no aprendizado.

  217. A primeira infancia já é muito curta. Vamos deixar as crianças brincarem a sua infância. Haverá ainda muito tempo para o ensino fundamental.
    Sou contra a criança entrar com 5 anos no ensino fundamental.
    Os deputados deveriam se preocupar em melhorar a qualidade das escolas públicas, dar mais condições para os professores trabalharem, escolas decentes, ensino fundamental forte.

  218. Penso que a iniciativa dos elaboradores do Projeto de Lei deve estar orientada por interesses políticos ou econômicos ou, quem sabe, pelos dois. Não é admissível que tenhamos uma legislação de referência mundial como o Estatuto da Criança e do Adolescente e aceitemos esse tipo de intervenção. O ECA define princípios de proteção integral à luz da peculiaridade do desenvolvimento das crianças e dos adolescentes. Isto é suficiente para entender que os nossos pequeninos não devem ser alvos de interesses obscuros de legisladores não habilitados para o trato dos temas da infância.

  219. O Conselho Municipal de Educação de Alta Floresta-MT em reunião ordinária realizada no dia 20 de maio do corrente, decidiu manifestar-se contra o Projeto que obriga a matrícula da criança de 5 anos no Ensino Fundamental, do Senador Flávio Arns (414/2008), já aprovado no Senado e encaminhado para a Câmara dos Deputados. Entendemos que dentre outros, a criança precisa ter sua infância preservada e seu desenvolvimento cognitivo respeitado!

  220. É um desrespeito com as crianças .Parece que estão querendo retrosceder no tempo ,tirando um direito já conquistado , que o da criança desenvolver-se de forma lúdica e também na idade certa.

  221. Sou totalmente contra a esse projeto de Lei, do jeito que vai logo logo a Educação Infantil vai deixar de existir. Primeiro foi de seis anos e agora de cinco. O que está acontecendo caros Parlamentares?

  222. É um absurdo esse projeto de Lei.
    A Educação infantil está sendo banalizada,ao invez de progredir esta retroagindo.
    AS Crianças com 5 anos, deveriam está nas creches.
    Senhores parlamentares essa Lei deveria ser invertida,pois as crianças co m idade inferior á 6 anos não deveriam sair das creches é um deireito da criança,brincar ,se alimentar; é um direito dos pais sairem para trabalhar e ter um lugar seguro para deixar seus filhos, é um dever dos governantes oferecer,e garantir esse direito é também uma questão social.
    Dessa forma a desigualdade só vai almenta.

  223. Gente, que hipocrisia… Sabemos todos que a alfabetização de criança se inicia aos 3 anos em escola particulares… Não entendo onde vocês querem chegar indo contra esta lei. Na prática não irá mudar nada, somente criando frustrações às crianças, olhem o seguinte exemplo deixado no comentário anteriormente :

    E as crianças que já estão estudando e fazem aniversário de 6 anos apenas em junho????
    Neste caso, tem que repetir o ano? Quando o pai muda de cidade, o aluno vai para outra escola, iniciando tudo do zero. è traumático mas é um período de adaptação deixar a sua turma antiga.
    Agora, veja uma criança de 5 para 6 anos, estuda no berçário, maternal I, II. Possui a mesma turma estes 4 anos. Agora toda a sua turma passa para o ensino fundamental e só ele repete de ano, mesmo já enendendo palavras, escreve nome, soletra e escreve números e o alfabeto inteiro??? Ele sai da sala de aula e vê todos seus amigos nos corredores, intervá-lo, atividades dia das mães, dia dos pais, etc… E só ele não pode ficar com seus amigos…. Como fica neste caso? E o psicológico da criança?
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    PEÇO A GENTILEZA DE PENSAREM NO SEU FILHO NESTA SITUAÇÃO….
    ASSINADO
    Todos os pais que encontram-se nesta mesma situação de angústia.

  224. Meu filho com 5 anos já soletra, lê palavras básicas e escreve outras. É uma criança que brinca muito, levo aos parques no final da tarde, nos finais de semana, brinca com seus amigos depois ou de manhã antes das aulas, etc… Não confundir Escola com creche. Não confundir Escola, lugar de desenvolver o lúdico, voltado ao aprendizado. Não é levar palhaços para fazer as crianças brincarem, qual o problema de mesclar o ensino com diversão. Brincadeiras com letras, cores, ora gente, ir contra uma lei somente por idealismo ou política???? Quando o assunto é criança, vamos nos despir destas roupas imundas da política. Vamos ver o que é melhor para as crianças… Vocês acham que alfabetizar crianças com diversão, cores, etc… mais cedo vai tirar delas algo???? Pelo contrário, irá contruir cidadãos mais organizados, ou vocês estão gostando de ver nos noticiários como é a relação aluno professor nas periferias das grandes cidades. Tem até aluno apontando arma para o professor!!! Tirar a oportunidade de aprendizado de uma criança QUE É UM CRIME. A Escola é mera auxiliadora da criança. Educação é em casa, tem que criar leis para os pais serem mais comprometidos e não jogar o fardo de brincar por conta da escola, que tanto o valor de um curso particular ou o custo de uma escola pública é um Absurdo para os bolsos de nós pais e contribuintes.
    Abraços

  225. Apoio integralmente a iniciativa do Instituto Avisa Lá, defendendo uma politica de educação, onde a primeira infância seja atendida respeitando as suas características e singularidades. O brincar é a forma primordial da criaça aprender. Formalizar o conhecimento exige competências que a criança pequena ainda não desenvolveu e só irá desenvolver plenamente, brincando muito! O ensino fundamental, por suas exigencias curriculares, já retira da criança, a possibilidade de brincar. Antecipar o ingresso da criança nesta fase da educação é amputar boa parte das experiências que a configuração do Ensino Infantil disponibiliza. Vamos capacitar nossos professores, vamos reconhecer o papel fundamental deles na formação das crianças, vamos valorizar financeiramente e profissionalmente esta categoria. Vamos estrurar o ensino infantil e não acabar com ele!

  226. PRECISAMOS NOS UNIR PARA QUE ESSE ABSURDO NÃO ACONTEÇA.
    VAMOS LUTAR POR UMA EDUCAÇÃO INFANTIL COM MAIS QUALIDADE, ISSO SIM É O QUE QUEREMOS!!

  227. Porque vocês não publicaram minha resposta? Vocês selecionam só à favor? posse encaminhar esta posição para os demais jornais???

  228. É um absurdo essa Lei q não leva em consideração o direito a infância.
    Pular etapas ou fazer com que uma crinça seja cobrada por atitudes que ela ainda não atingiu a maturidade necessária é um ato insano.

  229. esta lei é no minimo insana, e desleal com nossas crianças, além de impor obrigações a nossos filhos, exclui varias crianças que deveriam esta em creches, ficarem fora dela apartir dos 3 anos e 11 meses, onde os pais vão deixar seus filhos…eu pergunto ao senhores…

  230. Sou contra essa lei pois considero o fim do mundo,gostaria de retardar de 7 anos para 10 anos para as crianças poderem brincar, pois elas tem até 100 para ter responsabilidades.

    Quero perguntar aos senhores governantes se eles gostaria de perder pelo menos 1 ano de suas vidas, tenho certeza que não!!!!!!!!

  231. Infância é magia, sonho, brincadeira, liberdade.
    Vamos respeitar a infância das crianças de hoje!
    Não precisa pressa para ingressar a criança na escola já que ela terá a vida toda para estudar.
    …tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu…há tempo de plantar, tempo de arrancar…tempo de espalhar, tempo de ajuntar…( leia eclesiastes 3:1-22)
    …TEMPO DE BRINCAR, TEMPO DE ESTUDAR…

  232. O QUE ESTÃO FAZENDO COM NOSSAS CRIANÇAS É UM CRIME, ESTÃO PULANDO A FASE MAIS IMPORTANTE DE SUAS VIDAS, APOSTO QUE QUEM DECRETOU ISSO NÃO ENTENDE NADA DE EDUCAÇÃO E MUITO MENOS NUNCA ESTEVE EM SALA DE SALA, ACHO QUE NÃO QUEREM PESSOAS INTELIGENTE NO PODER, TANTA COISA PARA SER FEITO….ISSO DEVER ENVOLVER MUITO DINHEIRO!!!!!!!

  233. A VIDA NÃO É SÓ BRINCADEIRA…. PENSEM BEM. ACHO QUE NINGUEM QUE POSTOU AQUI É PAI OU MÃE AINDA. NÃO É POSSÍVEL……

  234. VOCÊS LEVAM CRIANÇA NA ESCOLA PARA BRINCAR???????????
    PAGAM 500 A 600 REAIS DE MENSALIDADE PARA BRINCAR????
    SE FALAREM ISTO PARA QUALQUER PAIS DESENVOLVIDO NO MUNDO ELES VÃO CHAMAR A GENTE DE INDIO MESMO…..

  235. BRINCAR É EM CASA, COM OS AMIGUINHOS DA ESCOLA EM CASA, COM A MÃE, PAI, IRMÃOS, FAMÍLIA GENTE. VOCES ESTÃO COLOCANDO O FILHO DA ESCOLA PARA ELA FAZER AS VEZES QUE VOCÊS PAIS QUE SÓ SE PREOCUPAM COM DINHEIRO NÃO FAZEM. SUPRAM ESTE ANO DA CRIANÇA COM MAIS ATIVIDADES EM CASA. ASSISTAM AQUELE PROGRAMA DA SUPER NANY E VEJAM QUE AQUILO NÃO É EXCEÇÃO É REGRA, TODOS OS PAIS CHEGAM EXAUSTAM EM CASA E NÃO DAO VALOR NA FAMÍLIA. COLOCAM TUDO ISTO NAS COSTAS DAS ESCOLAS.
    PENSEM BEM, VOLTAR ATRAS E MUDAR DE OPINIÃO É UMA BENÇAO, UMA VIRTUDE DIVINA…. PENSEM BEM… ABRAÇOS

  236. Não podemos permitir este atentado ao desenvolvimento da Humanidade! As crianças precisam ser crianças e viver como crianças para desenvolverem-se adequadamente, tornando-se adultos saudáveis e felizes. Não dá para permitir que sejam obrigadas a ir para a escola e que tenham a obrigatoriedade do aprendizado aos 5 anos de idade… justamente no momento em que precisam desfrutar da natureza, das brincadeiras, das histórias e contos, de sua infância!

  237. Se não pudermos brincar na infancial, quando o faremos? E a criatividade, a espontaneidade e a construçao do indivíduo em relaçao a si mesmo e aos espaços coletivos ?
    Sou absolutmente contra.

  238. Aluno com 6 anos até dezembro poderá entrar no fundamental
    Em 2011, Conselho Nacional de Educação permitirá matrícula no 1º ano de criança que tenha feito 2 anos de pré-escola
    10 de julho de 2010 | 0h 00
    Mariana Mandelli e Luciana Alvarez – O Estado de S.Paulo
    O Conselho Nacional de Educação (CNE) decidiu permitir em 2011 a matrícula no 1.º ano do ensino fundamental de crianças que completem 6 anos até 31 de dezembro. A regra só vale para aquelas que tiverem cursado dois anos de pré-escola.

    Em janeiro, o CNE havia aprovado uma resolução que orientava as redes de ensino pública e particular do País a adotar a partir de 2010 a data 31 de março como limite, mas acabou abrindo uma exceção este ano, considerado um período de transição.

    “Decidimos estender o período de transição por mais um ano porque vimos que muitas crianças com dois anos de pré-escola ainda não teriam atingido a idade para entrar no 1.º ano”, afirmou Francisco Aparecido Cordão, presidente da Câmara da Educação Básica do conselho.

    Ele acredita que como neste ano a maioria das pré-escolas também passou a adotar o corte em 31 de março – são matriculadas crianças com 4 anos completos até essa data -, a transição será completa em 2012.

    “A data não mudou. Apenas consideramos oportuno estender as medidas já adotadas em 2010 para o ano de 2011”, reforçou Cesar Callegari, membro do CNE. “A resolução foi apenas reeditada para servir também para o ano que vem.” Para entrar em vigor, o texto deverá ser homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad.

    Segundo Callegari, o mais importante da resolução é a inclusão das diretrizes da pré-escola. “Trouxemos isso para a resolução. Tínhamos a expectativa de que o Congresso aprovasse a lei definindo idade de corte, mas isso é complicado em um ano eleitoral.”

    No entanto, o presidente do Conselho entende que não é necessário que o Congresso aprove em lei o limite de idade para ingresso no ensino fundamental. Segundo ele, ao se aprovar a lei que aumentou de oito para nove anos a duração desta etapa da educação básica, ficou determinado que a competência para resolver as questões suscitadas pela mudança seriam de competência do conselho.

    Polêmicas. A maneira como o ensino fundamental de nove anos foi implantado no País provocou polêmica entre gestores, educadores e pais, por não definir uma data de corte para ingresso e incluir crianças muito pequenas num modelo de ensino mais voltado para a alfabetização.

  239. Hoje em dia as crianças não tem espaço para brincar, muitas moram em apartamentos ou se moram em casa, limítam-nas no quintal, devido aos perigos socias, e na Educação Infantil elas têm oportunidade de brincarem e interagir com professores e coleguinhas. Tirar isto delas é um crime…

  240. É com pesar que fiquei sabendo esta semana 20/05/2011 que torno-se obrigátória e será implementada até 2016 a entrada de crianças de 4 anos na escola. Meu Deus!!! 4 aninhos de idade!!!! Total absurdo!! Sou professora formada em Letras e estou grávida de uma menina que irá nascer este ano já em meio a todo esse absurdo!!!! alguém nos consultou antes de aprovar a emenda 59? NÃO!!!!! É como assistir a um “adestramento” de crianças pelo Estado! Como pode ser útil “padronizar” a infância do país? Separar crianças tão pequenas dos ambientes que lhe dão segurança emocional? Dos seus pais? Imaginar minha filhinha tão pequena sendo obrigada a se submeter a uma educação duvidosa, uma alfabetizaçã e doutrinação ideológica tão precoce me causa horror!!! É claro que muitos pseudoeducadores infantis apenas teóricos de fachada estão se mobilizando a favor, mas sou fervorosamente contra e acredito que nossas vozes devem ser ouvidas!! São as nossas crianças!!! Não são massa de manobra de políticos polemizadores e sem sequer embasamento científico para decidir por nossas vidas e de nossos filhos. Me chateia ver esse bando de pedagogos antes no ostracismo, agora sedentos pelos novos cabides de emprego que esse absurdo irá gerar… Sem falar no poder de serem as ferramentas do Estado a moldar nossas crianças tão pequeninas que devem permanecer com a família, vivendo sua infância de maneira tranquila até a idade apropriada para início escolar, o que definitivamente não é aos 4, nem 5, nem aos 6 anos de idade!!!! Temos que fazer algo a respeito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.