Pediatra francesa visita Salvador para dar curso sobre desenvolvimento infantil

É a primeira vez na Bahia da médica Isabelle Deligne, formadora na Abordagem Pikler de desenvolvimento de crianças na primeiríssima infância

A pediatra francesa Isabelle Deligne estará no Brasil entre os dias 24 de abril e 3 de maio para liderar a formação de educadores, famílias, profissionais de saúde e assistência social brasileiros na Abordagem Pikler, voltada ao desenvolvimento de bebês e crianças de 0 a 3 anos em ambientes coletivos. A metodologia da Abordagem consiste em acompanhar o desenvolvimento infantil por meio do cuidado com a saúde física, afetividade, respeito à individualidade e autonomia de cada criança.

A vinda da especialista é promovida pela Avante – Educação e Mobilização em parceria com Entrelaços da Infância e apoiada pela Rede Pikler Brasil. A ONG, sediada em Salvador/Bahia, tem se dedicado há mais de 10 anos a estudar o comportamento e desenvolvimento infantil na primeiríssima infância (0 a 3 anos). A organização tem sido uma das divulgadoras da abordagem desde 2010, baseada nos princípios de valorização do vínculo entre cuidador (mãe, pai ou outro adulto responsável) e o bebê; o reconhecimento e o respeito à individualidade dos bebês; a promoção da autonomia através da liberdade de movimentos, do brincar livre e espontâneo ; o respeito ao tempo e espaço necessário ao desenvolvimento sadio; e a formação contínua dos cuidadores e educadores.

“As crianças de 0 a 3 anos não tem necessidades de escrever, ler ou mesmo ficar sentadas durante muito tempo. As habilidades conquistadas e desenvolvidas nessa faixa etária correspondem à caminhada que diferencia homens de outros animais: a exemplo da fala, da imaginação, simbolização, movimento de pinça, a caminhada em pé. Tudo isso permite o desenvolvimento e o uso de ferramentas. Por isso, profissionais devem estar qualificados para lidar com este público”, explica Ana Oliva Marcílio, coordenadora do setor de ações estratégicas da Avante.

Contraditoriamente, a educação infantil tem sido um dos maiores gargalos da política educacional nos últimos anos. Segundo o Relatório de Avaliação Plurianual do Ministério da Educação (2008-2011), a graduação dos professores da educação infantil é menor que nas demais etapas da escolarização básica. Além disso, as mais precárias condições de funcionamento da rede pública e privada se localizam na educação infantil (para crianças de até 3 anos).

“Precisamos entender a potência dos bebês. Eles necessitam de muito cuidado, mas podem construir aos poucos sua autonomia e relação com o mundo de forma muito positiva para o seu próprio desenvolvimento. Eles precisam de um ambiente adequado, acolhedor e, ao mesmo tempo, desafiador, estimulador. Cabe aos cuidadores oferecer as oportunidades para que isto aconteça”, conclui Ana.

Os cursos serão realizados no Rio de Janeiro, como nos últimos quatro anos, e pela primeira vez em Salvador. Ocorre em duas edições nas cidades do Rio de Janeiro (vagas esgotadas) e Salvador (03/05). Mais informações abaixo.

Sobre Isabelle Deligne

Pediatra membro da Association Pikler-Lóczy France e formadora na Abordagem Pikler há mais de 20 anos. Dá cursos e formações relacionados a diversas temáticas que vão ao encontro da primeira infância, entrelaçando aspectos vinculados a motricidade livre, cuidados de qualidade privilegiados e o trabalho continuado com a equipe de profissionais, princípios norteadores da Abordagem Pikler.

Salvador

Data: 03/05/2019

Horário: 8h a 20h

Programação: “Vínculo e saúde integral do bebê”, de 8h a 12h. “Inspiração da Abordagem na formação”, 16h a 20h.

Local: Associação Bahiana de Medicina (R. Baependi, 162, Ondina)

Investimento: R$170 a R$250

Inscrições neste link

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.