RNPI participa de encontro sobre paternidade corresponsável com Frente Parlamentar Primeira Infância

claudius paternidade
Participantes da RNPI durante a reunião: Claudius Ceccon (à esq.), da Sec. Executiva / CECIP e Angelita Herrmann (ao centro), da Sec. de Saúde do Homem do Ministério da Saúde

A Rede Nacional Primeira Infância esteve presente em uma encontro sobre paternidade corresponsável com deputados e senadores integrantes da Frente Parlamentar da Primeira Infância e da Frente Parlamentar da Saúde do Homem. O objetivo foi apresentar experiências de sucesso no mundo e dados sobre o tema afim de sensibilizar para o aumento da licença-paternidade, um dos pontos previstos no Marco Legal da Primeira Infância (PLC 14/2015), aprovado pela Câmara dos Deputados e em tramitação no Senado Federal.

Três integrantes do GT Homens pela Primeira Infância fizeram apresentações no evento: Marco Aurélio Martins, do Instituto Promundo, falou sobre os impactos para a vida de homens, mulheres e crianças pequenas do envolvimento dos homens na paternidade e no cuidado; Viviane Castello Branco, do Comitê Vida da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, apresentou experiências positivas de envolvimento dos homens, como as Unidades de Saúde Parceiras do Pai, e Angelita Herrmann, da Secretaria de Saúde do Homem, sobre  a paternidade e o cuidado como um dos eixos fundamentais da Política Nacional de Atenção à Saude do Homem.

Claudius Ceccon, coordenador da Secretaria Executiva da RNPI / CECIP, participou da mesa de abertura da reunião, que contou com a presença do deputado Osmar Terra e do Senador José Medeiros, da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância, Senadora Fátima Bezerra, da Procuradoria Especial da Mulher do Senado, e do Deputado Jorge Silva, presidente da Frente Parlamentar de Saúde do Homem, Angelita Herrmann, coordenadora Nacional de Saúde do Homem do Ministério da Saúde, e Heloíza Egas, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

A reunião contou ainda com a presença de uma comitiva da ong “Men for Gender Equality”, da Suécia, que fez uma exposição sobre a experiência sueca na elaboração e implementação da licença-parental.

 

Rosa Maria Mattos

Comunicação RNPI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.