Valorização do coordenador pedagógico qualifica a prática da Educação Infantil

VALORIZAÇÃO-DO-COORDENADOR-PEDAGÓGICO-NAS-INSTITUIÇÕES-DE-EDUCAÇÃO-INFANTIL-QUALIFICA-A-PRÁTICA-622x203Depois de quatro anos colaborando com uma Educação Infantil de qualidade nos municípios parceiros (Camaçari-BA, Maceió-AL, Maracanaú-CE, Natal-RN, Olinda-PE), o Paralapracá tem resultados que apontam para um importante legado deixado por onde tem atuado. Um dos mais expressivos é a valorização do coordenador pedagógico como formador nas instituições que atuam, tendo a reflexão sobre as práticas como foco das formações.

A formação nas instituições de Educação Infantil é um dos destaques do relatório da Move Social, instituição responsável pela avaliação externa do Programa. “O Paralapracá traz as diretrizes para uma política de formação, quando traz a formação para as escolas e o coordenador pedagógico como ator principal dessa formação. Inclusive, nos fez repensar a formação que oferecíamos, na qual o coordenador pedagógico não era nosso centro. Até 2013, o foco era no professor. Hoje, a gente continua formando o professor, mas nosso foco formativo passou a ser potencializar o coordenador pedagógico, dar a ele autonomia de ser formador e de se identificar como gestor pedagógico. O Paralapracá trouxe isso para a gente com muita força”, pontua a equipe técnica da Secretaria Municipal de Maceió (AL), conforme registrado no relatório da Move Social.

A fala é também endossada pelo grupo focal de diretoras de Camaçari (BA), ao ressaltar a tematização de práticas como um diferencial, que proporciona grandes transformações nas formações realizadas nas instituições. “O Paralapracá traz as experiências, a formação no contexto das escolas e o professor vê que é possível. Não é somente teórico. Os cadernos trazem muitas experiências também, que são refletidas na formação. Isso instiga o professor a ir atrás da teoria.”

Autonomia

Até 2015, a formação presencial das coordenadoras pedagógicas era realizada pelas assessoras do Paralapracá, sob a coordenação da Avante. Ao longo de 2016, a Avante apoiou as equipes técnicas das secretarias de educação para que elas assumissem a formação das coordenadoras pedagógicas, de acordo com os princípios do Programa. “Um dos grandes ganhos é o fortalecimento do município, porque ele vai ter um grupo de formadores preparados para formar e fortalecer os coordenadores pedagógicos como formadores dentro das instituições, tendo como base a proposta do Paralapracá. A ideia é uma autonomia muito maior do município, para que ele ande com as próprias pernas”, explica a consultora associada da Avante e coordenadora de formação do Paralapracá, Rita Margarete.

Paralapracá

O Paralapracá é uma frente de trabalho do programa Educação Infantil do Instituto C&A, realizado a partir do estabelecimento de alianças com Secretarias Municipais de Educação, selecionadas para participar da iniciativa por meio de edital e implementado em parceria técnica com a Avante – Educação e Mobilização Social.

O programa possui dois âmbitos de atuação: a formação continuada de profissionais de educação infantil e o acesso a materiais de uso pedagógico de qualidade, tanto para crianças quanto para professores. Integraram-se ao primeiro ciclo do programa os municípios de: Jaboatão dos Guararapes (PE), Caucaia (CE), Feira de Santana (BA), Teresina (PI) e Campina Grande (PB). Neste segundo ciclo, que corresponde ao período de 2013 a 2017, cinco municípios integram o projeto: Camaçari (BA), Maceió (AL), Maracanaú (CE), Natal (RN) e Olinda (PE).

Em 2017, o foco do Programa será o fortalecimento da gestão das políticas públicas municipais de Educação Infantil, juntamente com a promoção da sustentabilidade do processo formativo inspirado no Paralapracá nas redes municipais parceiras.

(Fonte: Avante)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *