X Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura de Paz aborda a formação de qualidade dos cuidadores das crianças

O bem-estar e o estado saudável da criança refletem o conjunto de suas experiências vitais, que envolvem, de maneira decisiva, todos os profissionais com os quais a criança e sua família se relacionam no período inicial da vida. Essa premissa e consequente constatação da importância da qualidade da formação desses profissionais estará no foco dos debates na X Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz, que o Senado Federal realiza nos dias 24 a 26 de outubro, em Brasília.

As inscrições são gratuitas e estão abertas à comunidade em geral, especialmente profissionais das áreas de Educação, Saúde, Desenvolvimento Social, além de legisladores, gestores públicos e privados, professores e estudantes, membros de organizações não-governamentais e outras instituições da sociedade civil, além de pais e cuidadores em instituições de acolhimento.

Nesta décima edição, o Comité Científico que assessora voluntariamente a Comissão de Valorização da Primeira Infância, organizadora do evento, propôs o aprofundamento da questão da formação de qualidade das agentes que lidam diretamente com as crianças pequenas.

As discussões sob o tema “Cuidadores da Primeira Infância: por uma formação de qualidade” se darão sobre a constatação de que, ao nascer, a criança é um ser absolutamente dependente da existência de um ambiente humano que a ampare nos momentos iniciais e atenda às suas necessidades físicas e emocionais, como forma de prevenir riscos para seu desenvolvimento nos vários planos, uma vez que o cérebro humano se desenvolve mais rapidamente durante os primeiros meses do que em qualquer outro período da vida.

Segundo destaca a professora doutora Sandra Cabral, psicóloga integrante do Comitê Científico, os primeiros vínculos, derivados das primeiras interações, são uma espécie de carimbo do ambiente afetivo com que o mundo recebe o bebê, construindo uma constância no estilo de relacionamento que ele, quando adulto, estabelecerá em suas relações e ações. ” Assim sendo, enfatiza como é fundamental que nessas primeiras interações – que constituem um período sensível de desenvolvimento – uma confiança básica seja construída, matriz do desenvolvimento da capacidade de empatia, ou seja, de colocar-se no lugar do outro, o que funda nossa implicação com princípios éticos nas relações intersubjetivas, nossa capacidade de trabalhar em grupo, assim como nossas possibilidades de criação e competências para lidar com desafios e frustrações. Nesta edição, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte; a Comissão de Assuntos Sociais e Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal realizam, no dia 25 de outubro audiência pública conjunta para debater algumas das questões fundamentais relativas à formação de qualidade de quem interage com crianças em seus primeiros anos de vida, inclusive os agentes que executam políticas públicas.

A programação, entre conferências, painéis e oficinas, reúne especialistas de expressão internacional, que atuam na realidade brasileira, e convidados que desenvolvem trabalhos na França:

Alexandra Déprez, Doutora em Psicologia Clinica, com Especialização em Psicopatologia Perinatal pela Universidade de Paris VII; Mestre em Psicologia da Criança e do Adolescente; formadora certificada ADBB (Alarme Détresse BéBé), que desenvolverá trabalhos relativos à importância de se conhecer a semiologia relacional do bebê para a detecção, a orientação, a avaliação das intervenções, a comunicação nas equipes e a educação dos pais.

Marie Garrigue-Abgrall, Doutora em Filosofia; professora titular na Universidade de Paris; Educadora em Pediatria na Primeira Infância e Psiquiatria Infantil, atualmente no Hay les Roses Département Général du Val-de-Marne, que abordará a questão das origens da violência e sua prevenção.

Jaqueline Wendland, Psicóloga, Doutora em Psicopatologia do Bebê, Professora titular de Psicopatologia da Perinatalidade, da Parentalidade e da Primeira Infância na Universidade Paris Descartes, vai apresentar o Attachment-based Parental Guidance, um novo programa de prevenção e de orientação para pais de crianças pequenas.

Entre os especialistas que atual no Brasil, alguns destaques são:

Inês Catão, Psicanalista, Psiquiatra infantil, Pós doutora em Psicologia clínica e patológica pela Universidade de Nice Sofia-Antipolis (França); Coordenadora da Equipe de Psiquiatria do Hospital da Criança de Brasília, que vai abordar a formação de profissionais para reconhecerem os sinais de risco psíquico para o desenvolvimento do bebê.

Maria Clara Nassif, Assistente Social, Psicóloga, especialista nos métodos Ramain e Dia-Log e Terapia de Troca e Desenvolvimento; coordena o Setor de Pesquisas da Cari Psicologia e Educação, em parceria com o Centro Pró-Autista Social e com as Universidades Paris Descartes e François Rabelais (França), vai trazer sua experiência com o Dia-Log: Comunicação, Expressão e Criatividade – um enfoque relacional de qualidade à formação de cuidadores.

José Ovidio Waldemar, Psiquiatra da Infância e Adolescência e Terapeuta Familiar, Professor dos Módulos Práticos e Teóricos de Mindfulness; Coordenador do projeto de ensino de Mindfulness e Inteligência Emocional no Programa “Viver Melhor na Escola” da UBS Santa Cecília e Departamento de Psiquiatria Infantil da UFRGS, vai apresentar a aplicação do Mindfulness e a Inteligência Emocional na Formação de Professores.

Sandra Cabral, Psicóloga; Professora na Universidade Federal Fluminense; Pesquisadora do Grupo de Trabalho Resiliência, Juventude e Vulnerabilidade da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), abordará os desafios contemporâneos dos profissionais do cuidar da primeira infância: violência, vínculo, resiliência.

Jairo Werner, Professor Titular de Psiquiatria da Infância e Adolescência da Universidade Federal Fluminense; Doutor em Saúde Mental pela Unicamp e Psiquiatra do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, tratará da formação dos profissionais em desenvolvimento infantil nas creches.

Além da parceria com a Universidade de Paris Descartes, com a Embaixada da França e a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, o evento conta com o apoio institucional da Unicef e da Rede Nacional Primeira Infância.

 

Serviço:

X Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz

Tema: Cuidadores da Primeira Infância: por uma formação de qualidade

Data: 24 a 26 de outubro de 2017

Local: Auditório Petrônio Portela, Interlegis e Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), Senado Federal – Brasília-DF

Organização: Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz – SF

+55 61 3303-3423

 

Inscrições: http://www.senado.gov.br/senado/Programas/InfanciaePaz/

Facebook: https://www.facebook.com/InfanciaEPaz/

Twitter: @infancia_paz

 

(Fonte: Infância e Paz)

 

 

Um comentário para “X Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura de Paz aborda a formação de qualidade dos cuidadores das crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *