Caderno Globo Primeira Infância – Prioridade Absoluta

O Caderno Globo Primeira Infância acaba de ser lançado num evento na sede da Rede Globo em São Paulo.

Este projeto é uma parceria entre a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e a Responsabilidade Social da Rede Globo, com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância dos primeiros anos de vida da criança.

O Caderno apresenta entrevistas, artigos, infográficos com dados atuais sobre saúde, educação, nutrição, políticas públicas, e uma reflexão fundamental sobre a relevância dos primeiros 6 anos de vida para o desenvolvimento humano e para a construção de uma sociedade para todos.

O primeiro artigo da publicação é o de Anna Chiesa, professora da USP e uma das curadoras do caderno. Chiesa chama a atenção para as descobertas científicas do final da década de 90 que revelaram que as conexões neurais se formam numa velocidade incrível –  1 milhão de novas conexões por segundo, sendo que  90% dessas conexões ocorrem até os 6 anos de idade. Ela diz que “conversar, demonstrar carinho e afeto são peças fundamentais para moldar a arquitetura cerebral do bebê”.

Já o artigo do advogado Pedro Hartung, coordenador do Programa Prioridade Absoluta do Instituto Alana, adverte que a criança só será o futuro da nação,  se  garantirmos à ela  direito às políticas públicas hoje. Cuidar da infância no presente, é cuidar do futuro da humanidade, afirma o advogado.

O Caderno Globo é uma publicação periódica, com edições temáticas voltadas a aprofundar o debate e estimular a reflexão sobre assuntos importantes para a sociedade. Esta é a 17ª edição do Caderno.

É um material de alta qualidade, com um conteúdo riquíssimo para todos os profissionais que trabalham com a primeira infância, seja na área da educação, cultura, ou saúde.

A publicação está disponível online. Para baixar o material acesse AQUI

Debater a infância é ampliar a discussão a respeito da preservação  da vida e da sustentação planetária.

Boa leitura e reflexão. Vamos colocar a mão na massa. Afinal, somos a mudança que queremos ver no mundo, não é mesmo?

 

Fonte: Educando Tudo Muda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.